Cientista Nuclear Vice-Alm. OTHON deixa a prisão

Tribunal manda soltar ex-presidente da Eletronuclear

Habeas Corpus para Cientista Nuclear Vice-Almirante Othon Luiz Pinheiro, condenado a 43 anos de prisão pela Lava Jato

A 1ª Turma do Tribunal Regional Federal da 2ª Região revogou a prisão preventiva decretada pelo juiz Marcelo Bretas, da 7ª Vara Criminal Federal, e concedeu habeas corpus ao ex-presidente da Eletronuclear Othon Luiz Pinheiro, condenado a 43 anos de prisão. Preso em julho de 2015, foi para o regime aberto em dezembro, mas voltou a ser preso em julho de 2016  pela PF durante a Operação Pripyat acusado de continuar a exercer influência na Eletronuclear.

O juiz da 7.ª Vara Federal Criminal do Rio, Marcelo Bretas, condenou o ex-presidente da Eletronuclear em agosto de 2016 a 43 anos de prisão pelos crimes de corrupção, lavagem de dinheiro, embaraço a investigações, evasão de divisas e organização criminosa.Othon foi acusado pelo Ministério Público Federal de cobrar propina em contratos com as empreiteiras Andrade Gutierrez e Engevix.

Ele foi um dos alvos da 16.ª fase da Operação Lava Jato, batizada de Radioatividade, que avançou sobre irregularidades em contratos no setor elétrico e chegou a ser preso em julho de 2015 e posto em regime aberto em dezembro do mesmo ano. Othon voltou a ser preso pela PF em julho de 2016, no âmbito da Operação Pripyat.

Othon Luiz Pinheiro da Silva (78 anos)) é um engenheiro naval, mecânico e engenheiro nuclear, vice-almirante do Corpo de Engenheiros e Técnicos Navais da Marinha do Brasil.

A biografia de Othon está intimamente relacionada ao programa nuclear brasileiro”. Ele é reconhecido e recebeu inúmeras homenagens por ter sido um dos principais responsáveis pelo desenvolvimento de uma tecnologia para enriquecimento de urânio denominada ultracentrifugação. Isso permitiu que o país se tornasse independente por dominar toda a cadeia produtiva da energia nuclear, garantindo a construção do submarino de propulsão nuclear SN Álvaro Alberto (SN-10) e o abastecimento das usinas nucleares do país.

O vice-almirante foi preso pela primeira vez na Operação Radiotividade, 16ª fase da Operação Lava Jato desencadeada pelas delações de Dalton Avancini, um ex-executivo da empreiteira Camargo Corrêa. Posteriormente voltou a ser preso na Operação Pripyat, desdobramento da anterior que investigou denúncias de corrupção na Eletronuclear.

Ele cumpria pena na Base de Fuzileiros Navais do Rio Meriti, em Duque de Caxias, na Baixada Fluminense. Othon se graduou em 1960 na Escola Naval e em Engenharia Naval pela Escola Politécnica de São Paulo em 1966, com mestrado no Instituto de Tecnologia de Massachusetts (MIT) em 1978, concomitantemente com uma graduação em engenharia nuclear.

Retornado ao Brasil, foi incumbido de iniciar os primeiros estudos para um submarino nuclear brasileiro e liderou o Programa Nuclear Paralelo entre 1979 e 1994. Executado sigilosamente pela Marinha, o projeto resultou no desenvolvimento de uma tecnologia nacional para enriquecimento de urânio através do método de ultracentrifugação, que atualmente produz parte do combustível das usinas nucleares de Angra dos Reis, no Rio de Janeiro.

Othon foi diretor de pesquisas de reatores do Instituto de Pesquisas Energéticas e Nucleares (IPEN) entre 1982 e 1984. Durante esta época foi ativamente vigiado pela CIA que mantinha um agente, Ray H. Allar, morando no apartamento ao lado daquele do almirante em São Paulo. Junto com Marcos Honauser, Othon controlava contas secretas pela qual eram aplicadas verbas em programas nucleares paralelos. Descoberto pela jornalista Tânia Malheiros, que publicou o livro “Brasil, a Bomba Oculta“, o caso foi alvo de inquérito, arquivado em 1988 pelo procurador Sepúlveda Pertence.

Em 1994 se aposentou como vice-almirante e abriu uma empresa de consultoria para projetos na área de energia. Recebeu do então presidente da República Itamar Franco a grã-cruz da Ordem Nacional do Mérito Científico. Em 2011, por iniciativa do deputado Gilberto Palmares, recebeu o título de Benemérito do Estado do Rio de Janeiro.

Também recebeu a Ordem do Mérito Naval no grau de comendador, a Ordem do Mérito Militar como comendador, Ordem do Mérito Aeronáutico como comendador, a Ordem do Mérito das Forças Armadas como comendador, a Medalha do Mérito Tamandaré, Medalha do Pacificador, Medalha do Mérito Santos-Dumont e Medalha Militar de Ouro.

Em 2005, durante o primeiro mandato de Luiz Inácio Lula da Silva, assumiu a presidência da Eletronuclear, convidado pelo ministro de Minas e Energia, Silas Rondeau. Em sua gestão as obras da usina de Angra 3, paradas por 23 anos, foram retomadas. Em abril de 2015 foi afastado do cargo, depois que surgiram denúncias de pagamento de subornos a dirigentes da empresa. Foi preso em 28 de julho do mesmo ano, durante investigações no contexto da Operação Lava Jato, quando foram encontrados indícios de pagamentos de 4,5 milhões de reais em propina feitos por um consórcio de empreiteiras. Preso no Rio de Janeiro na Operação Radiotividade, foi levado para a Superintendência da PF em Curitiba.

Em 6 de julho de 2016, voltou a ser preso pela PF, em uma operação desdobramento da Lava Jato, batizada de Pripyat, que apura corrupção na Eletrobras. Em agosto do mesmo ano, o juiz da 7ª Vara Federal Criminal do Rio de Janeiro, Marcelo Bretas, condenou o vice-almirante Othon a 43 anos de prisão pelos crimes de corrupção, lavagem de dinheiro, embaraço a investigações, evasão de divisas e organização criminosa durante as obras da usina nuclear de Angra 3.

Anúncios

EUA expulsam CUBA que agrediu EUA que queriam intervir em CUBA – Entenda

Cuidado com o que você anda lendo por aí, nas notícias veiculadas pelo quarto poder. Vamos explicar agora a crise EUA x CUBA:

Os Estados Unidos acabaram de expulsar 15 embaixadores cubanos de Washington após a confirmação de que seus diplomatas sofreram ataques sônicos em Havana no início deste ano

O governo americano alegou que houve “…fracasso de Cuba em adotar medidas para proteger nossos diplomatas de acordo com suas obrigações nos termos da Convenção de Viena”, em nota oficial enviada à Cuba sobre a ordem de saída dos 15 diplomatas da embaixada em Washington.

Os dois governos investigam, desde o início do ano, os ‘ataques sônicos com dispositivos acústicos ou ultrassônicos misteriosos’ realizados em Cuba nas residências diplomáticas e hotéis frequentados por americanos, após o que tiveram sintomas como dores de cabeça severas, edemas cerebrais, tonturas e perda parcial da audição e memória.

Parte do corpo diplomático americano que trabalhava em Havana já havia retornado aos EUA desde o dia 29 por determinação do Departamento de Estado que exigiu “garantias completas do governo cubano de que esses ataques não continuarão”, afim de restaurar a normalidade no funcionamento das embaixadas.

Em 2015, durante o governo de Barack Obama, os EUA e Cuba iniciaram tentativas de estreitamento diplomático após um embargo econômico imposto à ilha desde que Fidel Castro e Che Guevara, há mais de 50 anos, lideraram a vitoriosa revolução que estancou os laços de colonialismo entre as duas nações.

Mas desde agosto deste ano, após Donald Trump ter anunciado novas políticas de embargo para Cuba, Havana tem acusado os EUA de utilizar estratégias para tentar mudar o sistema de governo na ilha ao mesmo tempo em que afirma que pretende seguir dialogando com o opressor: “Qualquer estratégia voltada para mudar o sistema político, econômico e social em Cuba, que pretenda alcançar por meio de pressões e imposições, ou empregando métodos mais sutis, estará condenada ao fracasso”.

Cuba atravessa um processo de atualização do modelo econômico e socialista que segue sendo “decidido soberanamente” pelo povo cubano: “Assumiremos qualquer risco e continuaremos firmes e seguros na construção de uma nação soberana, independente, socialista, democrática, próspera e sustentável”. Exemplarmente, o governo rejeita a “manipulação com fins políticos”, garantindo que os cubanos “desfrutam de direitos e liberdades fundamentais” como acesso à saúde, educação, previdência social, salários iguais, direitos das crianças, à alimentação, a paz e ao desenvolvimento.

Os Estados Unidos não estão em condições de nos dar lições“, diz o governo cubano ao destacar a violência, o abuso policial e a discriminação racial americana, ao mesmo tempo em que se dispõe a dialogar “respeitososamente” e cooperar nos temas de interesse mútuo e nas negociações em assuntos bilaterais “pendentes”, mas garante que não realizará concessões que possam ferir sua soberania e independência.

Wikileaks: Golpe tira Brasil do BRICS

EUA quis nos afastar da China e TEMER foi informante

Julian Assange e imagem de Temer e Serra recepcionados por John Karry nos EUA

RELEMBRANDO:
Quando presidente, Dilma Rousseff, denunciou a espionagem da NSA contra o Brasil como “uma violação do direito internacional” em discurso da Assembléia Geral e propôs que a ONU estabelecesse diretrizes legais para impedir que o ciberespaço fosse usado como arma de guerra. John Kerry, na época Secretário de Estado do Governo Barack Obama, posteriormente apareceu em fotografia que confirmou a intimidade com os políticos brasileiros Michel Temer e José Serra (o boca de chupa ovo, segundo Janaína Paschoal).

Durante o governo de nossa ex-presidenta afastada, o fundador do Wikileaks, Julian Assange, disse que Temer forneceu informações estratégicas sobre o Brasil à embaixada norte-americana, em troca de apoio dos Estados Unidos ao golpe parlamentar de 2016. Entretanto, a Secretaria de Imprensa da Presidência da República afirmou que isso jamais aconteceu e que o pior presidente de nossa história (abaixo de 90%) jamais compareceu a nenhuma embaixada para tratar desses assuntos. Mas Assange insiste que Michel Temer teve reuniões privadas na embaixada americana onde entregou informações valiosas.

Hoje sabemos que o governo americano da época de Barack Obama, com John Kerry no cargo de secretário de Estado, apoiou três golpes recentes na América do Sul que foram, consecutivamente em Honduras, Paraguai e finalmente no Brasil. Por este motivo, Temer e Serra torceram por Hillary Clinton na disputa do ano passado.

Esquerdistas concluem que o apoio americano pode de fato ter ocorrido com o fim de ganhar a confiança do Brasil e ampliar a parceria econômica com os Estados Unidos, afastando nosso país da República Popular da China numa tentativa de frear sua ascenção como potência mundial. Além disso, muitas empresas estariam na lista entreguista de José Serra.

EUA e CUBA no caminho da abertura

obamaApós 88 anos, enfim um presidente dos Estados Unidos visita Cuba novamente. Neste momento, Barack Obama está lá (20mar2016-18:00GMT). O último líder da potência a pisar em Havana foi Calvin Coolidge em 1928.

O povo cubano, desconfiado, teve que ser preparado antes. Afinal, desde 1961 um embargo econômico e outras restrições impostas pelos EUA, em detrimento do alinhamento de Cuba com a União Soviética durante a guerra fria, cortou completamente quaisquer relações amistosas entre seus povos transformando-os em inimigos.

Para isso, um ator cubano de nome Luis Silva, que interpreta o personagem Pánfilo em um programa humorístico da TV cubana, foi convocado para a produção de um vídeo que teve uma real participação do chefe de estado Barack Obama, o qual foi transmitido pela Cubavision com antecedência.

No programa entitulado “Vivil del Cuento”, que detém uma invejável audiência de 96%, Pánfilo conversou com o presidente dos Estados Unidos às vésperas de sua visita à Ilha, a qual havia sido tomada dos americanos por Fidel Castro e Che Guevara em 1959. O vídeo foi produzido pela TV Cubana e pela Casa Branca.

“BIN LADEN ESTÁ VIVO E PASSA BEM”, afirma EDWARD SNOWDEN

LOGO-NOVO-URBSMAGNA-M-animfacebook-redondotwitter-redondogoogle+
osama

Segundo Edward Snowden, CIA mantém Bin Laden vivo

terça-feira, 24 de novembro de 2015 – 18:30 GMT

Moscou | Edward Snowden, famoso por denunciar a NSA – Agência de Segurança Nacional (dos EUA) – afirmou ter provas de que Osama bin Laden ainda está vivo.

Snowden, que vive como um fugitivo na Rússia por ter revelado documentos secretos sobre programas de vigilância da NSA, afirmou em entrevista ao Moscow Tribune que Bin Laden está tendo uma vida luxuosa nas Bahamas graças a pagamentos regulares da CIA.

“Tenho documentos mostrando que Bin Laden ainda está na folha de pagamento da CIA”, afirma Edward Snowden. “Ele ainda está recebendo mais de cem mil dólares mensais que estão sendo transferidos através de algumas empresas e organizações de fachada diretamente para sua conta bancária em Nassau (capital das Bahamas). Não estou certo de onde ele está agora mas em 2013 ele estava vivendo tranquilamente em sua casa de campo em um luxuoso subúrbio com cinco de suas esposas e muitos filhos.”

“Osama Bin Laden foi um dos operadores mais eficientes da CIA por um longo tempo”, afirma o famoso denunciante. “Eles organizaram sua morte falsa com a colaboração dos serviços secretos paquistaneses. Todo mundo acreditou que ele realmente foi morto naquela ocasião, por isso ninguém o procurou mais, assim ficou muito fácil para ele ‘desaparacer’ sem a barba e a jaqueta militar ficando irreconhecível”.

Snowden, por diversas vezes foi chamado controversamente de herói, denunciante, dissidente, patriota, e traidor por suas revelações de milhares de documentos das agências de espionagem NSA e CIA. Ele foi contratado pela primeira agência  em 2013 após deixar a Dell e a CIA. Mas em junho do mesmo ano, ele revelou milhares de documentos aos jornalistas.

O governo dos Estados Unidos apresentou acusações de espionagem contra ele pouco depois que suas revelações foram tornadas públicas. Ele tem vivido sob asilo em Moscou, depois de fugir os EUA por Hong Kong, na esteira dos vazamentos. Em 28 de julho de 2015, a Casa Branca rejeitou uma petição de quase 168 mil signatários que pediam seu perdão.

fonte: worldnewsdailyreport

De volta, Anderson Silva bate Nick Diaz no UFC 183

013115-UFC-back-in-business-2-LN-PI.vresize.1200.675.high.48Por THE ASSOCIATED PRESS 01 DE FEVEREIRO DE 2015

O SPIDER ESTÁ DE VOLTA!

LAS VEGAS Talvez Anderson Silva não seja mais o mesmo Spider. Após 13 meses fora com uma perna quebrada, uma vitória confortável sobre o oponente insultor foi o suficiente para fazê-lo cair em lágrimas. Silva ganhou por decisão unânime em sua luta de retorno sábado à noite, derrotando Nick Diaz no UFC 183.

Silva (34-6) desferiu a maioria dos golpes contra Diaz controlando uma luta que ocorreu coincidentemente no MGM Grand Garden Octagon, mesmo lugar onde ele quebrou sua perna com um chute no joelho do campeão dos médios Chris Weidman em dezembro de 2013. Depois de meses de reabilitação e treinamento, Anderson Silva, 39, ainda não se parece com o velho campeão que deteve o cinturão de 185 libras por sete anos que ganhou o apelido por sua capacidade atlética incomparável . No entanto, ele não teve muita dificuldade para deter Diaz (27-10-1), que não pôde usar sua ofensiva consistentemente .

“Obrigado Deus por me dar mais uma chance”, disse Silva. “Este é um momento muito importante para mim. Eu passei por muito sofrimento no ano passado. Pensei que eu não seria capaz de voltar.” Silva chorou de alívio quando a decisão foi anunciada. Em uma luta que mostrou muita arte, às vezes Diaz atormentava Silva com gestos cada vez mais elaborados, e ao mesmo tempo desafiava-o para a briga. “Eu senti como se estivesse em vantagem na maior parte do tempo”, disse Diaz.”Eu não sei como ele ganhou. Todos os rounds eram meus … mas esses juízes, eles não gostam de minha atitude fora do ringue.”

“Eu vou voltar para a minha família, a minha casa, falar com os meus filhos”, disse Silva, quando questionado sobre o seu futuro. Ele havia ganhado 10 títulos ao longo de sete anos se tornando o campeão mais dominante do UFC, até Weidman detê-lo em julho de 2013. Sua revanche terminou com a perna quebrada de forma grotesca e necessitou de cirurgia antes que pudesse voltar. No entanto, ele nunca vacilou publicamente em sua determinação para voltar à luta, mesmo que fosse contra os desejos de sua esposa e cinco filhos. Ele voltou a treinar no ano passado depois de aceitar essa luta com Diaz, o ex-campeão dos médios do Strikeforce.

Embora ambos os lutadores sejam conhecidos por suas palhaçadas, além de suas habilidades, poucos previram o primeiro round. Diaz esperou 20 segundos para atacar Silva e acertá-lo. Ele, então, estendido sobre a tela, ficou imóvel, e ficou apoiado por todo o caminho de volta até a cerca com um encolher de ombros. Silva entrou em ação com uma série de golpes no final do primeiro round, enquanto Diaz ficava, gradualmente, mais sério. O Campeão meio-pesado Jon Jones levantou-se no meio da multidão quando Silva voltou ao seu banquinho, exortando-o a respirar profundamente.

Diaz manteve suas palhaçadas no segundo round e Spider mostrou aumento da confiança em seus chutes. Manteve a ofensiva e Diaz, suas provocações nas três rodadas finais. Diaz abriu o quinto round agachando-se e dizendo: “Vamos lá, um golpe ” e Anderson se manteve circulando. Centenas de fãs brasileiros de Anderson Silva embalaram Las Vegas com um show à parte elevando cânticos em língua portuguesa ao longo da noite.

Sogra de Will Smith, 61 anos, aparenta 35

Will Smith's family“Quando eu crescer, quero ser como minha mãe”, disse Jada Pinkett-Smith, 43 anos, atriz e esposa de Will Smith, 46 anos, ao compartilhar a foto que sua filha Willow Smith, 14 anos, clicou e postou no facebook. A imagem, de Adrienne Banfield-Jones, 61 anos, vovó de Willow, saindo do mar em uma praia da Jamaica, está causando admiração e inveja em homens e mulheres do mundo inteiro.  Confiram: