Categoria: ARTIGO

A nova geopolítica do petróleo no século XXI – argumentos contraditórios e nada nobres impedem a transição da matriz energética

Por Redação Urbs Magna

A sustentabilidade ambiental e climática, assim como as possibilidades abertas pelas inovações tecnológicas, certamente são motores que impõe a necessidade de que Estados e empresas petrolíferas se debrucem sobre estratégias de transição da matriz energética. Entretanto, abaixo da ponta desse iceberg há outros motivos geopolíticos e financeiros menos nobres, e mais contraditórios

Anúncios