Categoria: SAÚDE

Tecnologia popular de saúde beneficia 1,5 milhão de pessoas na Índia

Por Redação Urbs Magna

Médico indiano explica como reduzir mortalidade infantil, materna e doenças em área rural, trabalhando com a comunidade

Anúncios

“Lamento que o preconceito tenha sido mais importante que a saúde dos brasileiros”, diz Lula em carta a cubanos

Por Redação Urbs Magna

O ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva enviou neste fim de semana uma carta aos médicos cubanos que participaram nos últimos anos do programa Mais Médicos no Brasil. No texto de agradecimento, Lula reconhece os laços criados entre os profissionais de saúde e as comunidades mais pobres do país, que antes do programa conviviam com a falta de atenção básica. “Que coisa bonita uma ilha latino-americana que exporta médicos para o mundo. Muito melhor do que países ricos que exportam soldados e derrubam bombas em comunidades pobres. Cuba exporta vida, carinho, saúde”, escreveu Lula. Leia a íntegra da carta:

Obrador, México 2018-2023, se dá bem. Pega os competentes médicos de Cuba expulsos por um dos piores presidentes do Brasil

Por Redação Urbs Magna

Ao abrir mão de mais de 8 mil médicos, o governo brasileiro deu um presente para o México, país liderado pelo progressista Andrés Manuel López Obrador. O país está prestes a fechar um acordo para receber pelo menos 3 mil médicos cubanos que vinham trabalhando no Brasil. Os mexicanos querem repetir a experiência exitosa e revolucionária do programa brasileiro, que reduziu filas, mortes, internações e levou médicos ao interior profundo do país.

“Saúde no Brasil é mercadoria, por isso Bolsonaro atacou os cubanos”, diz médico neto do ex-presidente João Goulart

Por Redação Urbs Magna

“Bolsonaro quer transformar o Brasil em Cuba, mas numa Cuba anterior à revolução, que era um país totalmente submisso aos Estados Unidos”. A frase é do médico João Marcelo Goulart, neto do ex-presidente João Goulart e profissional do programa Mais Médicos, na cidade de Canoas (RS). Goulart conhece Cuba de perto. Durante seis anos, ele estudou na ilha, como aluno da Escola Latino Americana de Medicina, idealizada por Che Guevara. Quando se formou, o governo brasileiro estava lançando o Mais Médicos, programa ao qual ele e sua esposa, que é equatoriana também formada na Elam, aderiram.