Categoria: Lula na ONU

Moro, o mentiroso cara de pau, parece estar lascado: surgem mais provas de sua parcialidade contra Lula em processo que tramita na ONU, o qual deverá desmascará-lo no início de 2019

Por Redação Urbs Magna

Aquele processo que a defesa de Lula colocou na ONU, falando de perseguição judicial e lawfare sofridos pelo ex-presidente, e que será julgado em 2019, possivelmente até o prazo do primeiro trimestre, terá ainda mais provas anexadas contra o ex-magistrado Sergio Moro, quem deixou de atuar na justiça do Brasil para ser um político declarado do governo de Jair Bolsonaro, fato que ainda tem causado bastante polêmica no que tange à sua parcialidade.

Anúncios

ADEUS BOLSONAROS!: o clã está ruindo – Governo nem começou e já registra corrupção de seu PC Farias/Coronel Lima

Por Redação Urbs Magna

O novo governo nem começou, mas já apareceu o PC Farias e o coronel Lima da família Bolsonaro, que estava lotado no gabinete de Flávio Bolsonaro na Assembleia Legislativa do Rio. O nome dele é Fabrício José Carlos de Queiroz, policial militar como o caixa de Temer, um “faz tudo”, como acontece muito nessas situações – misto de assessor parlamentar, motorista, guarda-costas e, claro, o cara da grana.

TSE IMPÕE AO PT A ANTECIPAÇÃO DA TROCA DE LULA ATÉ 19H DE TERÇA, 11, QUANDO PRAZO SERIA ATÉ 17

Por Redação Urbs Magna

Segundo o TSE, o processo de registro precisa ser feito via Candex (plataforma virtual própria para o registro de candidaturas), mas há uma mídia física, com a documentação, que precisa ser entregue no protocolo do tribunal, que se encerra às 19h.

LULA PEDE QUE FACHIN RECONSIDERE VOTO NO STF CONTRA SUA CANDIDATURA E NÃO AFRONTE A ONU

Por Redação Urbs Magna

Os advogados do ex-presidente Lula pedem que o ministro Edson Fachin, relator da Operação Lava Jato no STF, reconsidere decisão da última quinta-feira (6), quando o ministro voltou atrás e afrontou determinação da ONU. Caso Fachin não reforme a decisão anterior, a defesa pede que o recurso seja apreciado pela Segunda Turma do STF

LULA PEDE QUE ONU SE MANIFESTE SOBRE GOLPE DO TSE E TAMBÉM VAI AO STF – ELE ACHAVA QUE HAVERIA JUSTIÇA

Por Redação Urbs Magna

Fernando Haddad anunciou, após visita ao ex-presidente, que “Lula tomou a decisão de peticionar junto à ONU para que se manifeste sobre a decisão das autoridades eleitorais brasileiras” em relação à sua candidatura e ainda peticionar, junto ao STF, “dois recursos, com pedido de liminar, tanto na esfera eleitoral quanto na criminal para que ele tenha o direito de registrar sua candidatura no prazo que foi dado de dez dias” e ele não tenha que ser substituído