Mais de 170 pessoas morrem em jogo de futebol na Indonésia após polícia usar gás lacrimogêneo em excesso

O produto foi lançado até na arquibancada do estádio. Revoltados, torcedores destruíram carros, delegacia e mataram ao menos dois policiais

Neste sábado (1/10), durante a partida entre Arema FC e Persebaya Surabay, torcedores invadiram o gramado e provocaram uma briga generalizada dentro do campo. Ao menos 174 pessoas morreram em decorrência da confusão, especialmente asfixiadas, após a polícia jogar quantidade extrema de gás lacrimogêneo durante o tumulto.

A maioria das vítimas morreu no hospital, sem oxigênio. Revoltados, torcedores destruíram mais de 10 veículos, uma delegacia e mataram ao menos dois policiais. Óbitos tendem a aumentar, pois há centenas de internados. A polícia jogou o produto químico até mesmo nos torcedores que estavam nas arquibancadas.

De acordo com a imprensa local, o público invadiu o gramado para protestar contra jogadores e funcionários. No entanto, a briga piorou quando a polícia foi acionada. Por conta da batalha campal, o Arema FC também disse que estabeleceria um centro de crises ou posto de informações às vítimas para receber relatórios e tratar os hospitalizadas e machucados. Assista no vídeo abaixo:

Siga Urbs Magna no Google Notícias
Comente

1 comentário em “Mais de 170 pessoas morrem em jogo de futebol na Indonésia após polícia usar gás lacrimogêneo em excesso”

Comente

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.