Projeto político de Moro foi fundado em ‘mentira’, ‘injustiça’ e ‘subserviência’ aos EUA e elite do Brasil

25/11/2021 0 Por Redação Urbs Magna
Projeto político de Moro foi fundado em ‘mentira’, ‘injustiça’ e ‘subserviência’ aos EUA e elite do Brasil

A deputada federal e presidente nacional do PT (Partido dos Trabalhadores), Gleisi Hoffmann, e o ex-juiz e ex-ministro da Justiça e Segurança Pública, Sergio Moro | Sobreposição de imagens


PROGRESSISTAS POR UM BRASIL SOBERANO

Gleisi Hoffmann diz que a defesa de LULA, reforçada pela Vaza Jato e a Spoofing, provou que o ex-juiz usou estes três pilares

Se tem uma coisa que a defesa de Lula, reforçada pela Vaza Jato e a Spoofing, provou, inclusive dentro STF, é que o projeto político de Moro foi fundado em 3 pilares: MENTIRA, INJUSTIçA e SUBSERVIÊNCIA aos interesses do Departamento de Justiça dos EUA e da elite financeira do Brasil“, afirmou a deputada federal e presidente nacional do Partido dos Trabalhadores, Gleisi Hoffmann.

Veja abaixo e leia mais a seguir:

Na mesma rede social, o jornalista do Congresso em Foco, Cleber Lourenço, afirmou que “Lula ficou preso por mais de 500 dias, nesse meio tempo sua esposa morreu, seu neto e seu irmão também (este último ele não pôde sequer ir ao velório). Mas segundo o Moro, ele fez um favor ao LULA ao prender ele. É um sadismo absurdo. E ainda se diz moderado!!

Os morominions agem igual os bolsominios. Não há diferença! Inclusive nas argumentações estapafúrdias. Incrível!“, escreve.

Tem gente chorando e dizendo: “ah, mas Moro não era juiz no caso do Neto e do Irmão e Lula não estava preso na more da Marisa. O tweet é claro: tudo isso ocorreu entorno da prisão ou processo de prisão do Lula e que foi (ilegalmente) conduzido pelo Moro”, prossegue Lourenço.

“Não estaria aqui” se Moro não cumprisse a missão dele, disse Bolsonaro em novembro de 2019, afirmando que o então Ministro da Justiça foi um dos seus principais fiadores em 2018″, pontuou Cleber.

Comente