Michelle foi ‘peguete’ de Valdemar Costa Neto, que será preso por causa de Bolsonaro, diz ex-mulher (vídeo)

Em trecho de um vídeo dividido em 6 partes, que viralizou nas redes sociais, Maria Christina Mendes Caldeira também afirma que o presidente do PL se referia a Bolsonaro como “baixo clero” e “burro” – ASSISTA

Acorda, cara! Não é possível que você não aprendeu nada depois de tudo o que você viveu“, diz Maria Christina Mendes Caldeira, ex-esposa do presidente do PL, Valdemar Costa Neto, no trecho de um vídeo (veja abaixo) dividido em 6 partes, que viralizou nas redes sociais após ela fazer uma live com revelações bombásticas em seu perfil do Instagram.

Não é possível que esses anos de cadeia não fizeram voccê uma pessoa melhor”, prossegue no trecho postado pelo perfil no Twitter GadoDecider 🐂.Você vai se ferrar de novo com esse estrupício que você chamava de baixo clero, de burro“, diz sobre o presidente derrotado nas urnas, Jair Bolsonaro.

Com a mulher dele que foi sua peguete depois da minha. Tenha dó, né? Deixa de ser burro!“, afirmou se referindo a Michelle Bolsonaro.

Assista e leia mais a seguir:

Neste sábado, Valdemar Costa Neto postou vídeo nas redes sociais afirmando que o TSE (Tribunal Superior Eleitoral) vai “ter que resolver” supostas “250 mil urnas” que estariam sem o número de Patrimônio e com as mesmas numerações.

Costa Neto afirmou que estaria sendo ajudado pelo ex-ministro da Corte, Sandro Nunes Vieira, que horas depois negou tudo em uma nota. Nas imagens, o presidente do PL diz que membros de seu partido irão ao Tribunal na terça-feira (22/11).

Nas outras 5 partes dos vídeos, Maria Christina Mendes Caldeira diz que recebeu do ex-marido uma mensagem afirmando que ele iria “contestar a democracia, as eleições“. Ela mostra irritação e diz que ele “esqueceu” que ela tem “documentação” que prova ” sua da época do car wash e da sua atual, e mais: a “evasão de divisas” e “sonegação dos Bolsonaros“.

Mendes Caldeira conta que “casada com o dono do bordel do Congresso” e que “é hora do PL ser cassado“. Depois, ironiza o fato de Costa Neto ter contestado o resultado das eleições apenas no segundo turno, após sua bancada ser eleita na primeira etapa.

A ex-mulher também cita um passado político em meio a uma “sujeirada danada” e “porto de Santos, aeroporto e tráfico de drogas“. Mendes Caldeira diz no vídeo frases como: “Fora que você gastou R$ 1 milhão de dinheiro do partido para comprar essa auditoria” e que Bolsonaro está “deitado no sofá vendo Netflix e picotando documento“.

Mendes Caldeira mora nos Estados Unidos e foi a responsável, em 2011, pelo depoimento que fez Costa Neto ser preso após a CPI do mensalão. Ela já afirmou em entrevista que o presidente do PL a ameaçou de morte.

O vídeo de Mendes Caldeira foi postado na terça-feira (15/11). Ela fez campanha contra Jair Bolsonaro (PL) e seu partido desde o início da eleição, tendo declarado apoio a Lula. Na gravação, ela diz que fará da vida de Costa Neto “um inferno” porque ele está “contestando a democracia” ao não reconhecer a vitória do Presidente eleito.

Ao fim, ela repete a fala do ministro do STF (Supremo Tribunal Federal), Luís Roberto Barroso, a um bolsonarista que assediava ministros da Corte em Manhattan (EUA):

Perdeu mané, não amola!” 

Comente

1 comentário em “Michelle foi ‘peguete’ de Valdemar Costa Neto, que será preso por causa de Bolsonaro, diz ex-mulher (vídeo)”

  1. Reinaldo Gonçalves da cruz

    Bolsonaro é uma ilha cercada de vagabundos, todos ladrões, milicianos de alta periculosidade.
    Tem muita sujeira de baixo do tapete

Comente

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.