Vídeo: Sikêra Jr. reproduz gesto supremacista ao vivo e Bia Kicis aplaude

27/03/2021 2 Por Redação Urbs Magna

O sinal de ‘white power’ (poder branco), reproduzido em seu programa desta sexta-feira, foi feito pelo assessor de Bolsonaro durante sessão no Senado enquanto o presidente da casa discursava ao lado do pior chanceler do mundo

Fingindo ajeitar o microfone em sua gravata, o apresentador do programa Alerta Nacional, da RedeTV!, uniu seu indicador e o polegar direito, formando um círculo, enquanto os outros três dedos da mesma mão apareciam esticados, como se estivesse formando a letra “M”, repetindo o gesto do assessor de Bolsonaro, Filipe Martins, durante sessão no plenário do Senado, na última quarta (24), enquanto o presidente da casa, Rodrigo Pacheco, discursava ao lado do pior chanceler do mundo, Ernesto Araújo, que sofre pressão da sociedade para deixar o cargo devido a sua incapacidade.

O gesto de Martins foi classificado como “expressão da supremacia branca” pela Liga Antidifamação (ADL, na sigla em inglês) – organização dos Estados Unidos que monitora crimes de ódio, e o caso tomou projeção internacional.

Agora, além de Ernesto Araújo, há também uma pressão para que o assessor de Bolsonaro seja demitido, especialmente após uma abertura de investigação solicitada verbalmente por Pacheco e oficialmente pela Procuradoria Regional dos Direitos do Cidadão no Rio Grande do Sul e a Procuradoria Regional da República da quinta região, em cujo despacho solicitam que sejam apuradas a suposta prática de crime de racismo e improbidade.

As solicitações foram encaminhadas à PGR do Distrito Federal e, segundo o MPF (Ministério Público Federal), o pedido foi realizado após a publicação de reportagens explicando o significado do gesto feito por Filipe Martins, o que levou o procurador Enrico Rodrigues de Freitas, que assinou o documento, a apontar “indícios mínimos” capazes de ensejar a investigação criminal de ocorrência de fato criminoso.

E ontem, o apresentador da RedeTV! achou interessante zombar da situação.

Ante a polêmica, a Rede TV retirou, de seu canal do YouTube, o momento em que Sikêra Jr repete o gesto, mas a deputada federal aliada de Bolsonaro, Bia Kicis, que também preside a CCJ (Comissão de Constituição, Justiça e Cidadania) – importante por seu papel na Câmara dos Deputados na análise de propostas de legislação, projetos de leis e de emenda constitucional, aplaudiu o comportamento do apresentador e postou o trecho de seu ‘teatrinho’:

“O grande Sikêra Jr. captou bem o espírito da coisa. A perseguição aos apoiadores do presidente Jair Bolsonaro está beirando as raias da loucura”, escreveu Bia Kicis na mensagem de seu tuíte ao compartilhar o vídeo:

Comente