Vendedor que questionou Damares (“É menino ou menina?” – ela usava uma camisa azul) entra com representação na PGR por ameaça

08/01/2019 1 Por Redação Urbs Magna

Mal começou e a Ministra dos Direitos Humanos, pastora Damares, que viu Jesus subindo na goiabeira, já sofre a primeira denúncia na Procuradoria-Geral da República, por constrangimento e ameaça, por parte do vendedor que a questionou em uma loja, em um shopping de Brasília. Segundo as imagens da câmera de segurança do estabelecimento, apresentadas pela defesa do vendedor Thiago Amorim, a pastora o teria segurado pelo pescoço, feito ameaças, causando constrangimento público ao rapaz.

A denúncia ainda relata um tapa nas mãos de Amorim, quando teria pego seu celular para filmar as reações da pastora ministra.

“Ele começou a gravar porque se sentiu ameaçado. Não teria tido a atitude de filmar se ela não tivesse feito nada. O gesto de segurar em seu pescoço configura ameaça”, afirmou o advogado, Suenilson Sá.

“Ainda que só tenha conseguido gravar uma parte, que não dá sustentação do principal, o caso tem como ser comprovado pelas imagens das câmeras do circuito interno da loja”, completou o advogado do vendedor.

O vendedor também formalizou acusação de injúria racial na Delegacia Especial de Repressão aos Crimes Cibernéticos, em virtude de ataques e ameças que vem recebendo nas redes sociais.

Os fatos decorrem do vídeo postado, em que a pastora afirma que o Brasil teria entrado em uma “nova era”, em que meninos vestem azul e meninas vestem rosa. Assista o vídeo abaixo.

Et Urbs Magna via Metrópoles/A Postagem

Receba nossas atualizações direto no seu WhatsApp – Salve nosso número em sua agenda e envie-nos uma mensagem – É GRÁTIS – ACESSE AQUI

Doe ao Et Urbs Magna

𝙲𝙾𝙽𝚃𝚁𝙸𝙱𝚄𝙰 𝚌𝚘𝚖 𝚘 𝚅𝙰𝙻𝙾𝚁 𝚀𝚄𝙴 𝙳𝙴𝚂𝙴𝙹𝙰𝚁 (O valor está expresso em Dólar americano) Para alterar o valor a contribuir, basta alterar o MULTIPLICADOR na caixa correspondente 𝐀 𝐩𝐚𝐫𝐭𝐢𝐫 𝐝𝐞 𝐔𝐒𝐃 $ 5 até o limite que desejar

$5.00

Comente