TSE aprova por unanimidade e sem resalvas contas da campanha de Lula e Alckmin: Agora, a diplomação

A prestação de contas é a última etapa antes da diplomação. Nesta terça (6/12), o TSE também validou os resultados das urnas, certificando que a chapa de Lula saiu vitoriosa sobre a de Bolsonaro

O TSE (Tribunal Superior Eleitoral) aprovou por unanimidade e sem ressalvas as contas da campanha do presidente eleito Luiz Inácio Lula da Silva (PT) e seu vice, Geraldo Alckmin (PSB), nas eleições de 2022.

A prestação de contas é a última etapa antes da diplomação, que ocorre no dia 12/12, informa o UOL. A Corte também validou os resultados das urnas, certificando que a chapa de Lula saiu vitoriosa sobre a de Bolsonaro.

A aprovação das contas pelo TSE é resultado de um trabalho minucioso da equipe e da coordenação financeira da campanha, que demonstrou probidade e zelo no uso dos recursos. A decisão da Justiça Eleitoral chancela a lisura do pleito“, afirmou o advogado Lauro Seixas, responsável pela prestação de contas de Lula.

A diplomação está marcada para o próximo dia 12 de dezembro na sede do TSE – tradicionalmente o evento é realizado até o dia 19, mas a equipe de Lula pediu para antecipar a data.

Há o receio – dentro e fora do tribunal – que a diplomação pudesse atrair tumultos semelhantes ao registrado no Capitólio dos Estados Unidos, em 2021, quando apoiadores do ex-presidente Donald Trump tentaram impedir a certificação das eleições que elegeram Joe Biden.

Comente

Comente

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.