TCU fiscalizará apuração paralela dos dispositivos de votação das Forças Armadas em tempo real

Resultados de 540 urnas serão recolhidos por auditores, que poderão divulgá-los em caso de contestação da apuração oficial do TSE

De acordo com Weslley Galzo, no jornal O Estado de S. Paulo, o TCU (Tribunal de Contas da União) auditará em tempo real 540 urnas do País afim de checar rapidamente resultados em caso de contestação pública da apuração oficial feita pelo TSE (Tribunal Superior Eleitoral).

O vice-presidente da Corte, Bruno Dantas, disse, nesta segunda-feira (26/9), que essa auditoria servirá para “fiscalizar” a apuração paralela dos dispositivos de votação pelas Forças Armadas. “É importante que uma instituição como o TCU se pronuncie em caso de alguma intercorrência”, disse Bruno Dantas.

O ministro também esteve com o presidente do TSE, Alexandre de Moraes, nesta segunda-feira, onde ambos discutiram detalhes do novo procedimento: “Não estamos fazendo apuração, exatamente por isso não divulgaremos números e não divulgaremos essa checagem imediatamente”, disse Dantas sobre a auditoria que focará na checagem do resultado divulgado pelo TSE com os boletins que são impressos por todas as urnas eletrônicas ao final da votação.

O ministro acrescentou que a presença dos técnicos em todas as unidades federativas foi definida com o objetivo de representar fielmente o eleitorado dentro da amostra. Há uma preocupação da Justiça com os militares, que “têm se recusado a divulgar detalhadamente os critérios amostrais adotados e o objetivo de suas checagens“, diz a matéria no jornal.

Posso afirmar que se os boletins de urna são recolhidos a partir de um sistema que foi instalado em todas as urnas, é absolutamente natural que o resultado das Forças Armadas seja igual ao do TCU. Rigorosamente, não temos interesse em contrapor quem quer que seja. Mas, se tiver divergência, saberemos os critérios que os nossos auditores adotaram”, afirmou Dantas.

Siga Urbs Magna no Google Notícias
Comente

1 comentário em “TCU fiscalizará apuração paralela dos dispositivos de votação das Forças Armadas em tempo real”

Comente

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.