Sempre golpista, presidente do TRF-4 diz que gravações do Intercept não podem ser usadas para inocentar Lula



O desembargador Victor Luiz dos Santos Laus, presidente da Tribunal Regional Federal da 4ª Região (TRF-4), declarou em entrevista à BBC, publicada neste domingo (15), que o debate sobre os diálogos do ex-juiz e atual ministro da Justiça, Sérgio Moro, e de procuradores da força-tarefa da Lava Jato publicados pelo site The Intercept Brasil e outros veículos “está um pouco fora de foco”.



Para o desembargador, o fato de os áudios terem sido obtidos por meio de interceptação não autorizada pela Justiça impede até mesmo o início de uma apuração sobre o caso. “Temos de ser coerentes naquilo que nós fazemos. Qualquer juiz, quando está diante de uma prova inválida, tudo que vier a partir dela não tem validade. Diuturnamente, no Tribunal, anulamos várias investigações derivadas de prova ilícita. Nesse caso, nós não podemos sequer começar uma investigação porque tudo se origina de uma prova ilícita, uma invasão de privacidade daqueles usuários do aplicativo Telegram”, sustenta.

E provoca: “A grande pergunta que se deveria fazer ao cidadão que fez isso é: e se fosse o seu celular hackeado, você não seria o primeiro a dizer ‘Invadiram minha privacidade, quero minha segurança’?”.

O fato de participantes dos diálogos terem afirmado que não há nada de ilícito nos registros e de uma procuradora ter feito um pedido público de desculpas a Lula por comentários por ocasião da morte da ex-primeira-dama Marisa Letícia da Silva não abala a convicção do presidente do TRF-4. “Não saberia dizer se, a partir de um diálogo particular, nós podemos dizer que todo o restante, digamos assim, tem a mesma natureza”, afirma.

Julgamento justo a Lula

Questionado sobre a declaração do ministro do STF Gilmar Mendes de que “devemos a Lula um julgamento justo”, Laus lembra que o magistrado participou de julgamentos da defesa do ex-presidente: “Se, por um motivo ou por outro, ele entendeu que o julgamento não foi justo, é uma questão pessoal dele. Mas, na verdade, várias demandas do ex-presidente chegaram ao Supremo Tribunal Federal e lá foram decididas”.

E completa: “Voltando ao entendimento do ministro Gilmar de que o ex-presidente teria de ter tido um julgamento justo, se vamos trabalhar em sentido de justiça, temos de trabalhar em todos os âmbitos. É justo alguém invadir a privacidade de um terceiro e, mediante essa invasão, que é criminosa, divulgar o conteúdo dessa mesma invasão? Essa é a questão que se coloca. Me parece que o debate está ignorando um tropeço inicial”.


Comente

6 comentários em “Sempre golpista, presidente do TRF-4 diz que gravações do Intercept não podem ser usadas para inocentar Lula”

  1. Tânia Maria Lopes

    Lula tem 9 milhões bloqueados no BB, e estão bloqueados 11 milhões do inventário de Marisa Letícia, e isso sem contar com documentos que vieram da Suíça onde as investigações está em andamento, e é só contabilizar os ganhos do ladrão durante sua vida no poder, já que ele não possui nenhum valor oriundo de herança, para saber que é incompatível, seu patrimônio, com a soma de seus ganhos durante todos estes anos. Quem diz que não existe provas contra Lula, teve os neurônios fritados com a doutrinação, ou são beneficiários do fruto do roubo. Para mim, não é interessante que se publique meu comentário, quero apenas que quem reportou saiba minha posição diante desta aberração! Boa sorte!

  2. Ramon Ribeiro

    Não existe nenhuma prova da inocência do Lula nas gravacoes publicadas pelo intercept. Lula foi julgado em três instâncias. Durante esse tumulto Lula foi mais uma vez julgado culpado em primeira instância no caso de Atibaia. Não é possível se julgar alguém através de gravações que sao selecionadas e colocadas devidamente em uma narrativa.

  3. Carlos Brito

    A pergunta é: e se essas provas fossem contra o Lula, será que a opinião desse desembargador seria a mesma?
    Então, porque as provas de inocência de Lula nunca foram levadas a sério por quem o incriminou?
    É notada novamente e explicitamente que aí tem dedo de quem tem interesse em deixar Lula preso, pois, sabem que Lula solto é como ter um Leão fora da savana.

  4. LUIZ CARLOS

    Bom dia pessoal, esses canalhas falam de provas ilícitas…Quantas provas ilícitas esses canalhas usaram, para tirar o Eterno Presidente deste País, das eleições de 2018. Esses covardes leram o processo em três dias, passaram o processo do Ex. Presidente na frente de 257, que teriam que ser julgados na frente, o porco do juizeco de merda, interviu de férias, para que o Ex. Presidente não fosse candidato…Qual a legalidade disso tudo? Kd o dinheiro que Lula roubou? Se as convicções do MPF estiver certa eles participaram das propinas, pois convicção é quando vimos os fatos.
    .

    1. Uma parte do dinheiro que ele roubou está bloqueado! Tu não sabe cara pálida? Estou bloqueados publicamente 9 milhões no BB, e 11 milhões do inventário de Marisa Letícia, não vou citar nem os envolvimentos nos bancos Suíços, mas tu sabe fazer conta? Já contabilizou se ele conseguiria adquirir este patrimônio durante o período da sua entrada no poder, já que não foi beneficiário de herança, é compatível com seus ganhos? Fritaram seus neurônios responsáveis pela cognição da realidade? Ou tu é beneficiário do crime? “Dizem que a repetição de uma mentira por muito tempo, esta mentira se transforma em verdade”, não é o caso criatura! Não vai ter sucesso nesta cantilena!

Comente

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.