Semelhanças coincidentes: “Eles pareciam até meio bobos e quase ninguém os levava a sério”

05/05/2019 0 Por Redação Urbs Magna
Compartilhe

Et Urbs Magna – O texto a seguir viraliza nas redes sociais: “Hitler foi eleito em 1932 mesmo diante do seu discurso de ódio aos gays, judeus, feministas e comunistas. Os alemães haviam perdido a fé na jovem democracia, e diante de uma crise econômica e moral do país, buscavam um novo rosto.

Então o elegeram dizendo que ele seria o único capaz de retomar o crescimento e pôr ordem no país. Ele tinha um discurso fácil que contrastava com as articulações dos outros candidatos.

Tinha uma postura raivosa, mas os alemães acreditavam que o seu discurso de ódio não passava de bobagens e que ele não seria capaz de matar ninguém. Ele parecia até meio bobo e quase ninguém levava a sério.

Mas ele era um oportunista que soube exatamente como usar a publicidade ao seu favor: Na véspera das eleições foi baleado na perna, e com seu vitimismo comoveu os alemães. Foi eleito.

Seis milhões de judeus foram exterminados. Cinquenta milhões de pessoas morreram na segunda guerra mundial. Tempos sombrios. A história existe para ser estudada e não para se repetir.

“Na primeira noite eles se aproximam e roubam uma flor do nosso jardim. E não dizemos nada. Na segunda noite, já não se escondem: pisam as flores, matam nosso cão, e não dizemos nada.

Até que um dia, o mais frágil deles entra sozinho em nossa casa, rouba-nos a luz e, conhecendo nosso medo, arranca-nos a voz da garganta. E já não podemos dizer nada” “.

Compartilhe