Representação contra Deltan será desarquivada, após novo crime do procurador revelado por The Intercept Brasil

27/07/2019 5 Por Redação Urbs Magna
Compartilhe

Palestra de Deltan a citado em delação constrange Procuradoria; CNMP estuda nova ação contra ele


A revelação pela Folha e pelo The Intercept de que Deltan Dallagnol deu palestras a empresas citadas na Lava Jato ampliou o desconforto com o chefe da força-tarefa. Nomes da elite do MPF descreveram os relatos como “constrangedores”, por explicitarem “ganância e busca de notoriedade”. O fato de Deltan ter recebido para falar à Neoway deve ser alvo de nova ação no CNMP. Não é boa notícia para ele. A PGR foi informada de que já há maioria para abrir um procedimento contra o procurador.

As primeiras mensagens divulgadas pelo The Intercept motivaram um pedido de apuração contra Dallagnol, que acabou arquivado pelo corregedor do Conselho Nacional do Ministério Público. Como mostrou o Painel em junho, membros do CNMP decidiram recorrer ao plenário. É neste caso que, conforme chegou à PGR, formou-se maioria para reabrir a investigação.

Caberá ao advogado Erick Venâncio, membro do CNMP, apresentar o recurso que deve levar ao desarquivamento da representação contra Deltan Dallagnol pelo plenário do órgão. O caso será analisado após o recesso, em 13 de agosto.

A revelação de que o procurador recebeu para falar a empresas citadas na Lava Jato pode ser objeto de uma segunda representação.

Além da criação de uma CPI para apurar como eram organizadas e pagas as palestras de procuradores da Lava Jato, congressistas estudam regulamentar um teto para esses ganhos. A ideia é parear o pagamento de eventos com horas-aula de um professor universitário de elite.

Registre-se que o valor de horas-aula é muitíssimo menor do que os cerca de R$ 33 mil que Dallagnol embolsou, por exemplo, para falar à Neoway.


via Folha de São Paulo

Comente com o Face ou utilize a outra seção abaixo. Os comentários são de responsabilidade do autor e não têm vínculo com a publicação. Mantenha um bom nível de discussão, do contrário reservamo-nos o direito de banir seus perfis.
Compartilhe