‘Regime fascista’ de Elizabeth II fez dos ingleses ‘retardados’, cantavam os Sex Pistols no jubileu da rainha

Grupo punk criticava regime sob profunda crise econômico-social em 1977: “Não há futuro nos sonhos da Inglaterra; somos flores no chiqueiro”

Em 1977, há 45 anos, Elizabeth II celebrou seu Jubileu de Prata com uma série de festividades que foram assistidas por milhões de pessoas em toda a Grã-Bretanha e na comunidade. Mas o momento era de profunda agitação econômico-social e uma das respostas à crise da época foi o surgimento do movimento punk, que teve seu ápice representado pelos Sex Pistols.

Naquele ano dos 25 anos da rainha no trono, eles polemizaram com a música ‘God Save The Queen [Deus Salve a Rainha]’, cujo título é homônimo ao Hino do Reino Unido, e que, após chocar a monarca, teve sua difusão proibida. A canção se tornou o maior sucesso do grupo.

O single do jubileu de Elizabeth II atacava o conformismo social da sociedade britânica e a submissão à coroa, tendo gerado, na época, um verdadeiro pandemônio moral.

Uma das marcas da banda, quando se apresentava nos pubs ingleses, era vomitar e cuspir na plateia. Resumidamente, as palavras-chave do texto da ‘homenagem ao Jubileu de Prata de Elizabeth II eram: “Deus salve a rainha; Seu regime fascista Fez de você um retardado; Ela não é um ser humano; Não é o que ela parece; Não há futuro Nos sonhos da Inglaterra; Não há futuro para você; Oh, Deus salve a história; tenha piedade; Nós somos as flores no chiqueiro; o veneno em seu sistema; sem futuro para vocês“.

A letra agredia o Hino nacional do Reino Unido, que é marcado com as frases: “Deus salve nossa graciosa Rainha; Envie-a vitoriosa, feliz e gloriosa, por muito tempo para reinar sobre nós; Oh, Senhor, levante, espalhe seus inimigos e os faça cair; Confunda sua política, frustre seus truques desonestos; Em Ti nossas esperanças conservamos; Salve a todos nós; Que ela defenda nossas leis e sempre nos dê motivo para cantar com coração e voz“.

Mais tarde, os membros do Sex Pistols, disseram que sua ‘God Save the Queen‘ não teve pretensão de responder ao jubileu e nem de ser um ataque pessoal à rainha. O grupo punk tinha originalmente o vocalista Johnny Rotten, o guitarrista Steve Jones, o baterista Paul Cook e o baixista Glen Matlock, que foi substituído por Sid Vicious no início de 1977, o qual morreu de overdose de heroína em 1979. A banda é conseiderada por alguns críticos como uma das mais influentes da história da música popular.

Em 2006, os Sex Pistols foram convidados para a perpetuação de seu nome no Hall da Fama do Rock and Roll, em Cleveland, Ohio, EUA – um museu dedicado ao registro da história de alguns dos mais conhecidos e influentes músicos, bandas e produtores musicais, mas seus membros recusaram a homenagem dizendo que o museu era uma grande “mancha de urina.

Assista a seguir a performance dos Sex Pistols, em 1977:

Siga Urbs Magna no Google Notícias
Comente

Comente

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.