Queiroz preso, funcionária de Flávio sob mandado de busca e Bolsonaros apreensivos com a pólvora acesa

18/06/2020 1 Por Redação Urbs Magna

Et Urbs Magna – “O humor do presidente Jair Bolsonaro, com a prisão do ex-assessor de seu filho Flavio Bolsonaro, Fabrício Queiroz, não deve estar o dos melhores nesta quinta“, escreveu Carla Araújo, do UOL.

O presidente não parou nem para falar com os apoiadores, como costuma fazer na saída do Alvorada“, emendou a colunista. “Já está no Palácio do Planalto e deve se reunir com seus principais auxiliares para definir uma estratégia de resposta ou silêncio no caso. “Esse assunto é pólvora”, admitiu uma fonte palaciana“, disse. “Qualquer tema que atinja a família do presidente o deixa “transtornado“.

Fabrício Queiroz, ex-assessor de Flávio Bolsonaro, foi preso nesta quinta-feira (18) em Atibaia, no interior de São Paulo, em um imóvel ligado ao advogado do senador, Frederick Wassef, o que faz o pavio da pólvora queimar mais rápido.

A ação foi realizada pela Polícia Civil e Ministério Público de São Paulo e do Rio de Janeiro. Queiroz foi levado para a sede da Polícia Civil de São Paulo, no bairro da Luz. Antes, passou por exame de corpo de delito no IML Central de São Paulo.

Os mandados foram expedidos pela Justiça do Rio de Janeiro em investigação que apura esquema de “rachadinha” no gabinete do parlamentar na Assembleia Legislativa do Rio de Janeiro. 

Em seguida, o Ministério Público do Rio de Janeiro cumpriu, também nesta manhã, um mandado de busca e apreensão em uma casa em Bento Ribeiro, na Zona Norte do Rio, onde morava Alessandra Marins, ex-funcionária da Alerj e atual funcionária do gabinete de Flávio Bolsonaro.

Enquanto a equipe do MP estava dentro da casa, era possível ouvir barulhos de marretadas nas paredes, sugerindo que os agentes quebravam a alvenaria enquanto realizavam as buscas.

De acordo com o G1, a ação de busca e apreensão no imóvel durou cerca de uma hora. Os agentes saíram carregando duas sacolas, mas sem dar detalhes do que foi apreendido.

Após prisão de Queiroz, Bolsonaro convoca o Ministro da Justiça, Mendonça, para reunião no Planalto

Algumas horas após a prisão de Fabrício Queiroz, o ministro da Justiça, André Mendonça, foi chamado às pressas ao Palácio do Alvorada para uma reunião com o presidente Jair Bolsonaro, que cancelou os compromissos de sua agenda, informou a IstoÉ.

Assista à cobertura da Band, com Datena, e às imagens da prisão de Fabrício Queiroz:

A esposa de Fabrício Queiroz, Márcia Oliveira de Aguiar, é considerada foragida da Justiça

Ela também teve a prisão autorizada pelo Tribunal de Justiça do Rio de Janeiro. A polícia não achou Márcia em nenhum de seus endereços.

Fabrício Queiroz e Márcia Aguiar trabalharam juntos no gabinete de Flávio, então deputado estadual, na Assembleia Legislativa do RJ (Alerj), informou o jornal Metro.

Comente com o Face ou utilize a outra seção abaixo. Os comentários são de responsabilidade do autor e não têm vínculo com a publicação. Mantenha um bom nível de discussão, do contrário reservamo-nos o direito de banir seus perfis.