Queiroz é libertado

UM Brasil – Fabrício Queiroz é libertado, após presidente do STJ determinar sua prisão domiciliar com o uso de tornozeleira eletrônica.

O presidente do Superior Tribunal de Justiça, ministro João Otávio de Noronha, concedeu prisão domiciliar a Fabrício Queiroz, ex-assessor do senador Flávio Bolsonaro. A decisão, liminar, é desta quinta-feira e também vale para a esposa de Queiroz, Márcia Aguiar, que se encontra foragida.  

Ex-assessor de Flávio Bolsonaro foi preso em operação que apura ‘rachadinhas’. Habeas corpus chegaram ao STJ no dia 7, e cabe ao presidente do tribunal decidir questões no recesso.

No habeas corpus, a defesa de Queiroz pedia a conversão da prisão preventiva em domiciliar. Os advogados citaram o estado de saúde de Queiroz e o contexto de pandemia, além de criticarem fundamentos da medida autorizada pela Justiça.

Uma recomendação editada em março pelo Conselho Nacional de Justiça, que orientou juízes a soltarem presos dos grupo de risco da Covid-19, motivou a decisão de João Otávio de Noronha de tirar Fabrício Queiroz da cadeia e deixá-lo em prisão domiciliar.

Comente

Comente

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.