PROS retira candidatura de Pablo Marçal e passa a apoior LULA

Ex-presidente passa a ter coligação com 10 partidos e aumenta ainda mais seu tempo de propaganda no rádio e na TV

O Pros (Partido Republicano da Ordem Social), decidiu, nesta segunda-feira (15/8), retirar a candidatura à Presidência do coach Pablo Marçal e declarou apoio ao líder das pesquisas, LULA, que passa a ter coligação com 10 partidos e iguala em quantidade o recorde de sua sucessora em 2010, Dilma Rousseff. Assim, o ex-presidente terá um aumento de seu tempo de propaganda no rádio e na TV.

Caso não haja reviravolta no comando do partido por decisão do STF (Supremo Tribunal Federal), devido a disputa interna de poder que já envolveu várias decisões judiciais que ora colocam uma ala no comando, ora outra, a Justiça Eleitoral deve ratificar a retirada da candidatura de Marçal e o apoio da sigla a LULA, conforme noticiou o jornalista Ranier bragon, na Folha de S. Paulo. Sem o candidato do PROS, serão 11 os que concorrerão à Presidência, sendo que ao menos um deles corre o risco de não ter o seu pedido aprovado pela Justiça, o ex-deputado Roberto Jefferson (PTB), condenado no escândalo do mensalão.

Pablo Marçal tem 1% das intenções de voto, de acordo com a última pesquisa do Datafolha, e integra o pelotão de candidatos descolados dos três concorrentes mais bem posicionados, Lula (PT), com 47%, Jair Bolsonaro (PL), com 29%, e Ciro Gomes (PDT), com 6%. A campanha começa oficialmente nesta terça-feira (16/8). Veja abaixo como ficará o tempo de cada candidato:

Imagem reprodução | Crédito: Folha de S. Paulo
Siga Urbs Magna no Google Notícias
Comente

Comente

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.