Preta Ferreira, presa política por lutar como Lula, envia mensagem da cadeia: “Quem luta não tá morto”

27/06/2019 0 Por Redação Urbs Magna

Preta Ferreira diz em mensagem enviada por advogado que nunca vai desistir de lutar – Liderança de movimento de moradia e apresentadora do Boletim Lula Livre foi presa de forma arbitrária na última segunda-feira (24); “Nós estamos presas por lutar por nossos direitos, e isso nos fortaleceu mais”. Leia

Presa de forma arbitrária em São Paulo na última segunda-feira (24), a cantora, liderança de movimento de moradia e apresentadora do Boletim Lula Livre, Preta Ferreira, enviou uma carta aos apoiadores através de seu advogado.

A ativista, junto com Ednalva, Angélica e Sidney, lideranças do movimento de moradia que também foram presas, são alvos de uma ação do juiz Marco Antônio Martins Vargas, do Departamento de Inquéritos Policiais e Polícia Judiciária de São Paulo (DIPO), que integra a investigação sobre o edifício Wilton Paes de Almeida, que desabou no Largo do Paissandu, em maio de 2018. Todos os detidos, no entanto, nunca fizeram parte da organização da ocupação do prédio em questão.

Na carta, Preta afirmou que está bem e que vem adquirindo forças diante do apoio que vem recebendo. Artistas, como Ana Cañas e Maria Gadú, além de advogados e ativistas, vêm encampando uma intensa defesa pública da ativista.

“Nós estamos presas por lutar por nossos direitos, e isso nos fortaleceu mais. Ninguém chuta cachorro morto! Nossa luta não é em vão! Vocês que me conhecem sabem da minha inocência jamais serei capaz de roubar, matar e enganar ninguém. Eu trabalho e sempre trabalhei. Continuo com a minha alegria animando e contagiando as manas aqui. Me alegro em saber que não estamos só”, escreveu.

Leia a íntegra da carta.

Oi gente que saudade de vocês.

Estamos bem na medida do possível, infelizmente a vida tem dessas. Agradecemos imensamente o apoio de todos, isso me da mais força para continuar.

Ouvi vocês cantando minha carne e fiquei muito feliz!

Eu e as meninas estamos nos fortalecendo, nos cuidando. Tudo aqui é dividido em quatro. Conhecemos mais uma injustiçada! Não vejo a hora de dar um abraço, um beijo e tomar um porre com vocês.

O Marcos, esse policial que vai entregar essa carta, nos trata muito bem. Ele é gente boa! Até já viu o clipe rs

Mandem notícias! Estamos ansiosas para revê-los.

Ainda não conseguimos comer, não por falta de comida. É porque aqui não desce mesmo.

Nós estamos presas por lutar por nossos direitos, e isso nos fortaleceu mais.

Ninguém chuta cachorro morto! Nossa luta não é em vão! Vocês que me conhecem sabem da minha inocência jamais serei capaz de roubar, matar e enganar ninguém. Eu trabalho e sempre trabalhei. Continuo com a minha alegria animando e contagiando as manas aqui. Me alegro em saber que não estamos só. Nossa luta é por direito e eu posso ser presa mil vezes mas eu continuarei lutando. Foi assim que aprendi desde menina! Eles tiraram nossos direitos, e nós vamos continuar lutando por eles. Peço que cuidem da minha família em minha ausência.

Gratidão a todos e todas eu amo vocês

Preta Ferreira.
Para vocês com muito amor.
Eu amo vocês !
QUEM NÃO LUTA TÁ MORTO!

via Revista Fórum

Comente