Povo com fome que Bolsonaro negou existir pode eleger LULA no 1º turno: ‘Eleitor amadureceu’, diz Miriam Leitão

Pesquisa Ipec mostra que 60% dos eleitores com rendimentos de até um salário mínimo declaram voto em LULA e apenas 23% em Bolsonaro

Esforço de Bolsonaro para atrair a população de baixa renda não funcionou e todos entenderam a jogada eleitoreira do presidente Jair Bolsonaro (PL) ao conceder benefícios como o aumento do valor do Auxílio Brasil para R$ 600 apenas até o final deste ano. Isso “mostra o amadurecimento do eleitorado“, escreve Miriam Leitão, no Globo.

Assim, o povo com fome que Bolsonaro negou existir no Brasil pode eleger LULA no primeiro turno. A jornalista aponta como embasamento de sua matéria a pesquisa Ipec, que mostra 60% dos eleitores com rendimentos de até um salário mínimo declarando que votarão em LULA e apenas 23% em Bolsonaro.

São 37 pontos de diferença. De um a dois salários mínimos, a diferença é de 18 pontos percentuais. Lula está com 48% e Bolsonaro com 30%. No Datafolha, até dois salários mínimos, Lula tem 57% e Bolsonaro tem 26%, 31 pontos percentuais de diferença, como na semana anterior. A camada corresponde a 48% da amostra“, mostra a jornalista.

Siga Urbs Magna no Google Notícias
Comente

Comente

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.