Porchat foge de ladrões perto do Sambódromo do Rio após ser salvo por Adnet e Marcos Veras

Me senti como Dona Flor” disse o humorista referindo-se aos “dois maridos” Teodoro Madureira e Vadinho, da personagem de Jorge Amado

Marcos Veras, Fábio Porchat e Marcelo Adnet no desfile da São Clemente em homenagem a Paulo Gustavo no Carnaval do Rio – @MarcosVeras no Instagram


PROGRESSISTAS POR UM BRASIL SOBERANO

O humorista Fabio Porchat foi vítima de tentativa de assalto enquanto se comportava como “turista alemão” em plena avenida Presidente Vargas, no Rio de Janeiro, próximo à Rua Marquês de Sapucaí, onde fica o Sambódramo.

Segundo afirmou em tuíte, o ator evitou que seu celular fosse levado por dois ladrões, agarrando-o e correndo enquanto Adnet e Veras trocaram chutes com os suspeitos e causando a sensação de ser a “Dona Flor” protegida por “seus dois maridos“, Teodoro Madureira e Vadinho, personagens do escritor Jorge Amado.

Tô eu, que nem um turista alemão, andando pela Presidente Vargas fazendo selfie. Dois rapazes vieram por trás e tascaram a mão no meu celular. Eu segurei firme e corri. Quando vi, Adnet e Veras estavam aos gritos e pontapés com eles. Me senti Dona Flor“.

Porchat compartilhou tuíde de Adnet, em que diz que foi uma “grande noite“:

Hoje empurrei carro alegórico e ainda parti pra cima dos caras que tentaram levar o celular do Fabio Porchat“, afirmou na mensagem”.

Marcelo Adnet pontuou: “PS – Não levaram o celular

Comente

Comente

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.