Partido de Bolsonaro aciona Justiça para tentar cassar mandato de Moro e abrir nova eleição no Paraná

Intenção do PL é cancelar cargo de Senador do ex-juiz e, assim, abrir brecha para novo pleito com chances para o candidato do partido, Paulo Martins, que ficou sem segundo lugar

O PL, partido do candidato derrotado e ainda presidente do Brasil, Jair Bolsonaro, acionou na Justiça o ex-juiz eleito senador pelo Paraná, Sergio Moro (União Brasil), para tentar cassar seu mandato com objetivo de abrir brecha para uma nova eleição em que Paulo Martins (PL-PR), que ficou em segundo lugar, tenha chances de vencer.

A ação pede a investigação de supostas irregularidades em gastos e doações antecipadas da campanha do ex-juiz, que foi pedida ao TRE-PR (Tribunal Regional Eleitoral do Paraná) pelo PL estadual, há poucos dias.

O caso corre em segredo de Justiça, informa Bela Megale, no Globo, acrescentando que o ex-juiz se encontra nesta quarta-feira (7/12) com Bolsonaro no Palácio do Alvorada e que a ação contra ele deve ser um dos temas da conversa.

A defesa de Moro afirmou que não teve acesso aos autos da ação, mas que tem segurança na conduta do senador eleito e na lisura das contas da campanha.

      Comente

      Comente

      Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.