“O que eu tenho a ver com esse episódio em Foz do Iguaçu? Nada”, diz Bolsonaro

“Você desconta qualquer ato de violência. Eu já sofri isso na pele”, disse o presidente sobre a violência política cometida por um de seus seguidores

Agora, o que eu tenho a ver com esse episódio em Foz do Iguaçu? Nada. Você desconta qualquer ato de violência. Eu já sofri isso na pele”, disse Bolsonaro nesta segunda-feira (11/7) ao ser questionado sobre o episódio de violência política cometido por um de seus seguidores, de acordo com o UOL

Ainda segundo Bolsonaro, “ninguém sabe ainda” o que teria acontecido e “chegaram vídeos para a gente antes do crime em si“.

O texto do portal de notícias afirma que Bolsonaro disse que seus adversários tentam “criminalizá-lo o tempo todo” e que “o histórico de violência não é do seu lado“, “e sim do lado de lá“, afirmou em referência aos partidos de esquerda, que fazem oposição ao seu governo. 

As mesmas declarações de hoje foram postadas ontem, em suas redes sociais. Mais cedo, ele já havia dito a apoiadores que o assassinato foi resultado de “uma briga entre duas pessoas. Vocês viram o que aconteceu ontem, briga de duas pessoas, lá em Foz do Iguaçu, ‘bolsonarista’, não sei que lá. Agora, ninguém fala que o Adélio é filiado ao Psol“, afirmou o presidente, conforme transcrição de sua fala, feita pelos redatores do portal progressista de notícias Brasil 247.

As declarações fazem referência velada à facada sofrida por ele durante um ato de campanha em Minas Gerais, em 2018. Bolsonaro costuma espalhar que o autor do ataque, Adélio Bispo, era militante do Psol e agiu em conluio com a esquerda. 

A fake news, porém, já foi desmentida pela Polícia Federal que concluiu que Adélio sofre de transtornos mentais e agiu sozinho ao cometer o atentado. 

Siga Urbs Magna no Google Notícias
Comente

Comente

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.