O Brasil tem 2 opções: se libertar dos EUA e se manter com a China ou, senão, amargar os prejuízos causados pela “visão tosca” bolsonarista, diz ‘O Globo’

31/07/2020 2 Por Redação Urbs Magna

Embaixador americano ameaça com ‘embargo’ de investimentos, caso o país negocie a entrada da Huawei

Se bolsonaristas de visão tosca derem as costas à China para agradar os EUA os prejuízos serão inevitáveis, escreveu a redação em editorial desta sexta-feira (31) no Globo‘. Embaixador americano ameaçou o Brasil com ‘embargo’ de investimentos, caso o país negocie a entrada da Huawei. Falta uma diplomacia profissional como o Brasil já teve e foi desativada pelo bolsonarismo, escreveu o jornal.

E a causa de tudo, mais uma vez, é a idolatria ao governo Trump. Isso porque o presidente americano que mantém conflito permanente com Pequim, desta vez alegando razões de segurança nacional, pressiona aliados, como o Brasil, para impedir que a chinesa Huawei concorra com as escandinavas Ericsson e Nokiaa na corrida para o fornecimento de equipamentos e software da nova tecnologia 5G, que será o próximo grande salto nas telecomunicações.

Em entrevista concedida ao jornal, o embaixador americano no Brasil, Todd Chapman, foi explícito ao dizer que haveria consequências se o nosso país permitir que a Huawei esteja presente por aqui com sua rede 5G. Segundo a redação, o embaixador ameaçou o governo Bolsonaro com um veto aos investimentos americanos, que estariam condicionados ao afastamento da Huawei e, ainda segundo a matéria, por temor neste sentido, o Reino Unido teria aceitado até retirar equipamentos chineses em uso pelos ingleses.

Se o Brasil de Bolsonaro aceitar o jogo de Trump e virar as costas a seu maior parceiro comercial, os prejuízos irão muito além da tecnologia, escreve o jornal. O editorial sugere, a grosso modo, que só há 2 opções para quem não entende de diplomacia: se libertar dos EUA e se manter com a China ou, senão, amargar os prejuízos.

Junte-se a 37.050 outros assinantes

Telegram: Acesse e SIGA NOSSO CANAL