‘Nuremberg será pouco’, diz Randolfe sobre secretário que em nota ataca a vacina e defende a cloroquina

O secretário Hélio Angotti Neto, durante entrevista coletiva, em foto de Pablo Jacob, da Agência O Globo, e o senador Randolfe Rodrigues (Rede-AP) ex-presidente da CPI da Covid no Senado | Sobreposição de imagens


PROGRESSISTAS POR UM BRASIL SOBERANO

O senador afirmou que um tribunal como o que julgou nazistas não será suficiente “para essa gente

O secretário de Ciência, Tecnologia, Inovação e Insumos Estratégicos do Ministério da Saúde, Hélio Angotti Neto, afirmou em uma nota técnica que vacinas contra a Covid-19 não têm efetividade nem segurança demonstradas como tem a hidroxicloroquina. Após saber da notícia, o senador Randolfe Rodrigues (Rede-AP), que foi o vice-presidente da CPI da Covid no senado, compartilhou a publicação do jornal O Globo em seu perfil no microblog Twitter e escreveu que “um Nuremberg será pouco para essa gente“, em referência ao tribunal localizado na cidade alemã que julgou os crimes de guerra do nazismo.

Angotti Neto baseou sua decisão de rejeitar protocolo aprovado pela Conitec (Comissão Nacional de Incorporação de Tecnologias no Sistema Único de Saúde) que contraindica o uso do “kit Covid“, ou tratamento precoce, em pacientes que não estão internados.

Na nota, o secretário critica afirma teria havido uma “assimetria no rigor científico dedicado a diferentes tecnologias” e que “a hidroxicloroquina sofreu avaliação mais rigorosa do que aquela feita com tecnologias diferentes“.

Segundo Neto, a avaliação sobre os imunizantes é baseada em “dezoito ensaios não finalizados, dos quais, oito ainda em fase de recrutamento, nove ainda não finalizaram o seguimento e um finalizado, mas ainda em fase insuficiente para a avaliação de segurança“.

Já a posição sobre a hidroxicloroquina vem de “treze estudos controlados e randomizados com direções de efeito favoráveis à hidroxicloroquina, com efeito médio de redução de risco relativo de 26% nas hospitalizações, altamente promissor para o uso discricionário e prosseguimento dos estudos“.

Um grupo de especialistas está agora elaborando um recurso contra a decisão de Angotti Neto, que pode ser apresentado em até dez dias.

Comente

2 comentários em “‘Nuremberg será pouco’, diz Randolfe sobre secretário que em nota ataca a vacina e defende a cloroquina”

  1. Pingback: Rede quer afastar do cargo secretário do MS que condenou vacina e aprovou cloroquina »

  2. MAGDA FERREIRA SANTOS

    Com certeza, assim como não é qualquer pena que deva,ser imputada aos crápulas negacionistas mas sim algo digno da época mental em que se mantém, algo como forca, guilhotina!!

Comente

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.