NO VÍDEO QUE VAI IMPUGNAR BOLSONARO, EMPRESÁRIOS FALAM QUE INJETAM NO CAIXA 2 DA CAMPANHA

19/10/2018 2 Por Redação Urbs Magna

Et Urbs Magna, 19 de outubro de 2018, 19:25 GMT


Vídeo: empresários assumem que injetam dinheiro na campanha de Bolsonaro

Em vídeo, os empresários Luciano Hang  e Mário Gazin, respectivamente proprietários das lojas Havan e Gazin, confirmam que injetam dinheiro na campanha de Bolsonaro.


 Receba nossas atualizações direto no seu WhatsAppRECEIVE UPDATES WHATSAPP IN ENGLISH


Do site do Lula – No vídeo, gravado antes do primeiro turno e postado no Twitter oficial do candidato Jair Bolsonaro em 28 de agosto de 2018, Mário Gazin afirma:

“Primeiro turno, Bolsonaro. Pra não ter escolha, pra nós não termos que gastar mais dinheiro, pra não ficar todo mundo gastando para o segundo turno. Então, é no primeiro. Quem está indeciso é lá. É lá que tem que ser, porque acabou, nós gasta (sic) menos dinheiro”.

Essa afirmação só vem contribuir com os fatos que levaram o Partido dos Trabalhadores a entrar com ação de investigação judicial eleitoral junto ao Tribunal Superior Eleitoral (TSE) contra Jair Bolsonaro (PSL) por abuso de poder econômico e uso indevido dos veículos e meios de comunicação digital.

Assista ao vídeo:

A ação, protocolada nesta quinta-feira (18/10), alega que há fortes indícios de que foram comprados pacotes de disparos em massa de mensagens contra o PT pelo WhatsApp, de acordo com reportagem publicada pelo jornal Folha de S.Paulo. A ação também abarca Luciano Hang e as empresas Havan, Quick Mobile Desenvolvimento e Serviços, Yacows Desenvolvimento de Software, Croc Services Soluções de Informática e SMSMarket Soluções Inteligentes.

As compras dos pacotes de disparos foram todas realizadas por empresários abertamente apoiadores de Bolsonaro, entre os quais Luciano Hang, dono da Havan. Tais condutas revelam três tipos de crime eleitoral: doação de pessoa jurídica, utilização de perfis falsos para propaganda eleitoral e compra irregular de cadastros de usuários. Isso demonstra nítida prática de abuso de poder econômico para causar desequilíbrio nas eleições – como se pode comprovar pelas listas das dez maiores fake news no primeiro turno eleitoral, elaboradas pela agência de checagem de fatos Lupa. Todas as fake news da lista beneficiam Jair Bolsonaro.


Diga NÃO à introdução deste SÍMBOLO  SUÁSTICA PNG  em nossa BANDEIRA – Participe do Grupo WhatsApp ‘ISSO NÃO! ISSO NUNCA!’ clicando na IMAGEM ABAIXOGRUPO WHATSAPP ISSO NÃO ISSO NUNCA


 

Comente