“…não se justifica o combate à corrupção com atuação judicial partidária [de Moro e Lava Jato]”, diz Randolfe Rodrigues

11/07/2019 1 Por Dino Barsa
Compartilhe

Ao final da fala de Glenn Greenwald, o senador Randolfe Rodrigues (REDE-AP), autor do requerimento para a sessão e presidente da mesma, discursou sobre a partidarização da justiça pela Operação Lava Jato, cujo protagonista principal foi Sergio Moro, atual ministro da Justiça de Bolsonaro


Randolfe Rodrigues disse que “… da mesma forma que não se justifica a corrupção em nome da ascensão social dos mais pobres, não se justifica o combate à corrupção com atuação judicial partidária.”

Assista aos 03:57:00 no vídeo da Audiência da CCJ com o jornalista Glenn Greenwald – 11/07/2019:

Comente com o Face ou utilize a outra seção abaixo. Os comentários são de responsabilidade do autor e não têm vínculo com a publicação. Mantenha um bom nível de discussão, do contrário reservamo-nos o direito de banir seus perfis.
Compartilhe