Morte de Maduro e instalação de Guaidó no poder renderia US $ 10 mi a cada terrorista, diz site

11/05/2020 3 Por Redação Urbs Magna

Et Urbs Magna – A tentativa de golpe de Estado contra Caracas, frustrada no final de semana passado, incluía uma recompensa de 10 milhões de dólares para cada um dos mercenários da operação que visava sequestrar e eliminar Maduro, de acordo com o estabelecido em um contrato que faz referência à instalação no poder do líder da oposição da Assembléia Nacional, Juán Guaidó, disse o ministro da Comunicação da Venezuela, Jorge Rodriguez, de acordo com uma publicação no Granma.

Em uma rede nacional de rádio e televisão, o presidente Nicolás Maduro anunciou a captura de outros três terroristas envolvidos na Operação Gideon. Foto: AP

Junte-se a 37.111 outros assinantes

Para isso, de acordo com o texto, um grupo seria destinado a realizar operações em várias partes do país sob as ordens do autoproclamado presidente da Venezuela.

Os terroristas tiveram promessa de assistência médica, caso fossem feridos durante o ataque. Se perdessem a visão ou um membro teriam garantidos US $ 250.000 e em caso de morte suas famílias receberiam um seguro de US $ 450.000.

Até oito ex-soldados e mercenários venezuelanos morreram na tentativa de invasão. Todos foram treinados na Colômbia com o apoio dos Estados Unidos, dizem as autoridades do país.

Ao todo, vinte e uma pessoas foram detidas em La Guaira, após o fracasso da Operação Gideon cujo contrato total de 212 milhões de dólares foi assinado por Guaidó em 16 de outubro de 2019, disse Rodriguez.

Com informações do Granma.

Telegram: Acesse e SIGA NOSSO CANAL

Comente com o Face ou utilize a outra seção abaixo. Os comentários são de responsabilidade do autor e não têm vínculo com a publicação. Mantenha um bom nível de discussão, do contrário reservamo-nos o direito de banir seus perfis.