Morre o cineasta cubano Enrique Pineda Barnet

13/01/2021 0 Por Adriana Farias

Na manhã de terça-feira (12) morreu, em Havana, aos 87 anos de idade o renomado cineasta cubano Enrique Pineda Barnet, conforme informa o site do Festival de Cinema de Havana.

Pineda Barnet foi um dos primeiros cineastas a atuar na área de experimentação, como pode ser observado em “Cosmorama” (1964).

Em 2006 o Ministério da Cultura de Cuba e o Instituto Cubano de Arte e Indústria Cinematográfica (ICAIC) concedeu o Prêmio Nacional de Cinema por toda sua carreira e obra.

Foi premiado, em 2016, com o Coral de Honra durante a 38ª edição do Festival Internacional do Novo Cinema Latino Americano como melhor diretor do filme La bella del Alhambra (1989). Além deste prêmio, o filme La bella del Alhambra foi premiado no Cinemafest de Havana e Nova York, ganhou o Goya e obteve um estrondoso sucesso de público.

Quando foi condecorado como Chevalier de l’Ordre des Arts et des Lettres (Cavaleiro da Ordem das Artes e Letras), ele expressou: “na infância, sonhava em ter, apenas para mim, um planeta, um asteróide, onde crescer uma rosa para sempre. Mas a vida não me permitiu ser aquele pequeno príncipe. Como adulto, não fui capaz de travar batalhas de capa e espada. Já adulto, muito adulto, quase tarde, o Governo francês concede-me esta condição emblemática que agradeço e prometo cumprir, Cavaleiro da Arte, da Estética e da Ética para lançar a flecha ao horizonte”.

Para sempre será um cavaleiro e príncipe do cinema cubano. Escritor, jornalista, roteirista, ator e diretor. Ingressou no ICAIC em 1962, onde fez documentários, filmes experimentais, bem como curtas e longas-metragens de ficção ao longo de uma longa carreira.

Que chegue à família e amigos nossos mais sinceros sentimentos.

Comente