Moro terá que depor e se defender de várias acusações de Tácla Duran

08/11/2017 0 Por Redação Urbs Magna
Compartilhe

Agora é o juiz de Curitiba que vai ter que se defender das acusações de Tácla Duran, ex-doleiro da Odebrecht.

O depoimento do acusador, contra a ditadura do judiciário, já tem data definida pela CPMI da JBS. Será em 30 de novembro de 2017 e foi definida hoje, quarta-feira (08/11), pela Comissão Parlamentar Mista de Inquérito, que conta com deputados e senadores.

Os deputados federais Wadih Damous e Paulo Pimenta estiveram em Madrid para entrevistar Duran, que deverá apresentar provas materiais, incluindo gravações, para confirmar que Sérgio Moro atuava vendendo sentença, ou relaxamento nas condenações de réus na Lava Jato.

Comente com o Face ou utilize a outra seção abaixo. Os comentários são de responsabilidade do autor e não têm vínculo com a publicação. Mantenha um bom nível de discussão, do contrário reservamo-nos o direito de banir seus perfis.
Compartilhe