Moraes determina afastamento de Roberto Jefferson da presidência do PTB

O ministro do STF, Alexandre de Moraes, e o ex-deputado federal, Roberto Jefferson, em imagem reprodução de julho deste ano | Sobreposição de imagens


PROGRESSISTAS POR UM BRASIL SOBERANO

O despacho atendeu a pedidos dos próprios membros do partido. O ex-deputado está detido no complexo do Bangu 8, no Rio de Janeiro

O ministro do STF (Supremo Tribunal Federal) determinou o afastamento de Roberto Jefferson da presidência do PTB pelo prazo de seis meses.

O ex-deputado está preso no complexo do Bangu 8, no Rio de Janeiro, desde 13 de agosto por determinação do relator do “inquérito da milícia digital”.

O despacho atendeu a pedidos dos próprios membros do partido: “Determino a imposição de medida cautelar consistente na suspensão de Roberto Jefferson Monteiro Francisco do exercício da função de presidente do Partido Trabalhista Brasileiro pelo prazo inicial de 180 dias“, diz o texto transcrito pelo g1.

Na ocasião da prisão de Jefferson, em agosto, o embaixador da China no Brasil, Yang Wanming, comemorou, em postagem no Twitter.

o diplomata da República Popular postou mãozinhas batendo palmas e desejou um “lindo dia para todos”.

Em julho, com armas na mão, Jefferson chamou o diplomata de “vagabundo que a China mandou para o Brasil” e de “pilantra que já articula contra o governo [brasileiro] faz um bom tempo”.

Veja abaixo:

Comente

Comente

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.