Maduro diz que a mídia ocidental difunde ‘mentiras obscenas’ sobre a Ucrânia

“Eles querem desmembrar a Rússia, parti-la em pedaços, destruí-la e acabar com a esperança de um mundo multipolar, onde possamos viver todos e todas”

O presidente da Venezuela, Nicolás Maduro, afirmou, durante transmissão do canal de TV estatal venezuelano, em discurso no Palácio de Miraflores nesta sexta-feira (8/4), de acordo com transcrição de sua fala feita pelo jornalismo do Sputnik News, que o Ocidente quer entrar em guerra para destruir a Rússia e acabar com a multipolaridade no mundo:

“A partir da Venezuela o denunciamos, eles querem ir para a guerra a fim de desmembrar a Rússia, parti-la em pedaços, destruí-la e acabar com a esperança de um mundo multipolar, onde possamos viver todos e todas”
Nicolás Maduro
Presidente da República Bolivariana da Venezuela

Segundo o texto, o líder da República Bolivariana argumentou sobre uma “ditadura midiática“, acusando a imprensa sobre a difusão de “mentiras obscenas” sobre a Ucrânia.

“Se em algum momento houve uma ditadura midiática no mundo, é neste momento, a ditadura midiática do Ocidente com suas mentiras obscenas e suas campanhas contra a humanidade”
Nicolás Maduro
Presidente da República Bolivariana da Venezuela

Maduro alertou para o ressurgimento de grupos fascistas no mundo e garantiu que em seu país eles foram controlados.

O surgimento de nazistas da Ucrânia acelerou os planos de mudança da ordem mundial
Nicolás Maduro
Presidente da República Bolivariana da Venezuela

O presidente venezuelano também denunciou que essa campanha midiática pode desencadear uma terceira guerra mundial.

“Hoje, mais do que nunca, estamos assistindo a uma ditadura midiática do Ocidente contra o mundo, para justificar uma escalada que pode levar a uma guerra desastrosa, a uma terceira guerra mundial, o Ocidente está sendo alienado econômica, política, diplomática e militarmente para entrar em uma grande guerra contra a Rússia”
Nicolás Maduro
Presidente da República Bolivariana da Venezuela

Na quinta-feira (7/4), em resposta ao pedido dos EUA de expulsar a Rússia do Conselho de Direitos Humanos da ONU, a Assembleia Geral da entidade aprovou, por 93 votos a favor, 24 contra e 58 abstenções, a suspensão do país liderado por Vladimir Putin.

O argumento utilizado baseou-se na acusação de os russos cometeram crimes na cidade ucraniana de Bucha, que o mundo conheceu por meio de um vídeo que se tornou viral e que, por outro lado, o Kremilin qualifica como “montagem” e argumenta que suas forças militares não têm qualquer participação nas imagens divulgadas.

Comente

1 comentário em “Maduro diz que a mídia ocidental difunde ‘mentiras obscenas’ sobre a Ucrânia”

  1. COM CERTEZA OS EUA QUE SE ACHAM DONOS E CATÕES DO MUNDO ESTÃO SENTINDO A PERDA DE SEU PODERIO COM A UNIÃO DA CHINA COM A RUSSIA E ENCOTRARAM OU PENSAM, UM JEITO DE QUEBRAR A ALIANÇA QUE SE FORMA!! ´PODRES!

Comente

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.