LULA pode vencer no 1º turno com votos de 54% de ex-eleitores de Ciro e Tebet, contabiliza jornalista

“Sobram cada vez menos votos no poço de indecisos, nulos e brancos e há menos gente declaradamente propensa a mudar de ideia”

Pode haver votos a explorar no balaio de Ciro e Simone, ressalte-se: 54% dos eleitores de cada um dizem que podem mudar de voto. No limite, na ponta do lápis, dariam hoje uma vitória a Lula na primeira rodada, tudo mais constante“, escreve Vinicius Torres Freire, na Folha de São Paulo. O jornalista afirma que “a eleição pode se decidir em detalhes, em nichos, em punhados de votos“. A opinião vem após o resultado do Datafolha, divulgado nesta sexta-feira (9/9), mostrando que “LULA tem 48% dos votos válidos no primeiro turno“.

Com base nas tendências das pesquisas, Torres Freire opina que “eleitores não muito decididos de Ciro Gomes (PDT) e Simone Tebet (MDB) podem render dois pontos para Lula, no limite. Sobram cada vez menos votos no poço de indecisos, nulos e brancos e há menos gente declaradamente propensa a mudar de ideia“. Por outro lado, “no conjunto do eleitorado, 77% dizem estar decididos; são 86% entre os eleitores de Lula, 83% entre os de Bolsonaro“.

O Datafolha também mostrou que LULA “bate Bolsonaro por 58% a 42% em um segundo turno“. O jornalista contabiliza: “Bolsonaro precisaria tirar uns 9 milhões de votos de LULA a fim de empatar o jogo“. E argumenta que, diante da “rejeição a Bolsonaro entre os eleitores de Ciro”,que é de 65%, “e de Simone“, em torno de 73%, ambas “muito maior que sua rejeição média“, que é de 51%, “para que esse jogo vire, LULA tem de fazer alguma bobagem grande e/ou Bolsonaro provocar uma convulsão nas quatro semanas de campanha de um segundo turno“.

Siga Urbs Magna no Google Notícias
Comente

Comente

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.