Lula foi condenado só porque frequentou o sítio do amigo, revela sem querer Gebran Neto

29/11/2019 4 Por Redação Urbs Magna
Compartilhe

“Não é de fundamental importância a propriedade formal do ex-presidente Lula e material do Fernando Bittar, ou material de Lula e formal de Bittar”, afirmou o desembargador João Pedro Gebran Neto, relator da Lava Jato no TRF-4, e amigo de Sérgio Moro


Em seu voto nesta quarta-feira 27 de novembro Gerbran afirmou, talvez sem perceber, que pouco importa se o sítio pertencia a Lula.

 “O que me parece relevante é que o presidente Lula usou o imóvel”, afirmou.(…) Temos farta documentação de provas de que o ex-presidente usava o imóvel, seja porque levou parte do seu acervo ou também porque fazia e solicitava melhorias do sítio de Atibaia.”

via Carta Campinas

Comente com o Face ou utilize a outra seção abaixo. Os comentários são de responsabilidade do autor e não têm vínculo com a publicação. Mantenha um bom nível de discussão, do contrário reservamo-nos o direito de banir seus perfis.
Compartilhe