Lula foi condenado só porque frequentou o sítio do amigo, revela sem querer Gebran Neto


“Não é de fundamental importância a propriedade formal do ex-presidente Lula e material do Fernando Bittar, ou material de Lula e formal de Bittar”, afirmou o desembargador João Pedro Gebran Neto, relator da Lava Jato no TRF-4, e amigo de Sérgio Moro


Em seu voto nesta quarta-feira 27 de novembro Gerbran afirmou, talvez sem perceber, que pouco importa se o sítio pertencia a Lula.

 “O que me parece relevante é que o presidente Lula usou o imóvel”, afirmou.(…) Temos farta documentação de provas de que o ex-presidente usava o imóvel, seja porque levou parte do seu acervo ou também porque fazia e solicitava melhorias do sítio de Atibaia.”

via Carta Campinas

Comente

4 comentários em “Lula foi condenado só porque frequentou o sítio do amigo, revela sem querer Gebran Neto”

  1. Magda ferreira santos

    COM AQUELE OLHAR DE DROGADO, EMACONHADO MOSTRA BEM, SEU DESPREPARO PARA A FUNÇÃO QUE EXERCE!!

  2. Magda ferreira santos

    Se frequentar um lugar, aceitar um convite, modifica o carater de uma pessoa,o “digníssimo”magistrado deveria ter se contaminado com a ética necessária ao desempenho de seu cargo!!

  3. Magda ferreira santos

    enquanto isso chamam este ignorante de membro da justiça? sem a menor capacidade de julgar uma briga de galos de rinha?

Comente

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.