LULA diz que ‘Putin precisa saber que o povo não precisa de guerra’ e que ‘a ONU poderia tê-la evitado’

O ex-presidente Luiz Inácio LULA da Silva produziu um vídeo para exibição nas redes sociais alertando para a baixa representatividade da Organização das Nações Unidas, que está sob a influência de apenas “quatro ou cinco pessoas que se acham donas do mundo“. LULA acha que a entidade poderia ter evitado que o país de Volodymyr Zalensky fosse invadido pelo exército de Putin, a quem também criticou | Imagem reprodução Twitter / LULA/Twitter


PROGRESSISTAS POR UM BRASIL SOBERANO

O povo precisa de paz, de emprego, de renda, de educação”, disse o ex-presidente. As Nações Unidas têm “quatro ou cinco pessoas que se acham donas do mundo” e é “decorativa”

Nesta terça-feira (1/3), o ex-presidente LULA afirmou, em vídeo nas redes sociais, que o presidente da Rússia, Vladimir Putin, “precisa saber que o povo não precisa de guerra. O povo precisa de paz, de emprego, de renda, de educação”. Sobre as Nações Unidas, LULA disse que a entidade não tem a mesma representatividade desde a sua fundação e que hoje ela é “decorativa“, estando sob a influência de apenas “quatro ou cinco pessoas que se acham donas do mundo” . O ex-presidente acha que a ONU poderia ter evitado o conflito entre Rússia e Ucrânia. Leia a seguir e assista ao final do texto:

Quem acompanhou a imprensa, nos últimos dias, dava a impressão que tinha mais gente instigando a invasão para justificar o seu discurso do que gente falando em paz“, disse o ex-presidente LULA, no início de seu pequeno discurso, divulgado nas redes sociais, nesta terça-feira de carnaval, (1/3).

“Aliás, parece até uma piada, né, o bolsonaro foi lá dizer que a resolver a paz e, agora, eu acho que é importante mandar ele lá pra Ucrânia, sabe, pra ver se ele consegue resolver o problema lá, porque como o bolsonaro adora contar mentira, adora fazer fake news, ele foi lá e tentou passar para a sociedade que ele foi lá numa missão”.

“Ou seja, até hoje a gente não sabe o que é que ele foi fazer lá, mas de qualquer forma, eu acho que essa questão da guerra é uma coisa delicada, é uma coisa complicada que a gente não pode aceitar isso, e é importante a gente chamar atenção das Nações Unidas”.

“As Nações Unidas precisam levar em conta que ela não tem mais a representatividade que tinha quando ela foi criada, em 1948. É importante ela lembrar que a geografia política do mundo mudou. É preciso colocar mais países para participar das Nações Unidas, do Conselho de Segurança. Não ser apenas cinco países que participaram da Segunda Guerra Mundial. É preciso que tenha representação da África, da América Latina, que participe a Índia, que participe o Japão, que participe a Alemanha, sabe?”

É importante que a gente coloque novos países e a gente aumente a capacidade de governança da ONU, que não seja uma instituição apenas decorativa, seja uma instituição que tome decisões efetivamente. E ela poderia ter tomado decisões para evitar essa guerra. Ela poderia ter feito muitas discussões, convocado uma Assembleia Geral das Nações Unidas”.

“Porque que não convoca, em caráter emergencial, uma Assembleia para discutir essa questão da guerra? Por que fica apenas entre quatro ou cinco pessoas que se acham donas do mundo, que são os membros permanentes do Conselho de Segurança da ONU?”

“Então, é essa coisa que o Brasil precisa contribuir com intervenções duras, para que a gente tente mudar a representatividade das Nações Unidas e tirar a ONU de ser uma coisa decorativa. É isso que eu acho que nós precisamos fazer e o Putin precisa saber que o povo não precisa de guerra. O povo precisa de paz, de emprego, de renda, de educação. É isso que o povo e a humanidade estão precisando neste instante”.

ASSISTA:

Originally tweeted by Lula (@LulaOficial) on 01/03/2022.

Comente

Comente

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.