Live em que Bolsonaro defende “tratamento precoce” foi interrompida pelos organizadores

17/09/2021 0 Por Redação Urbs Magna
Live em que Bolsonaro defende “tratamento precoce” foi interrompida pelos organizadores

O presidente Jair Bolsonaro ao lado do ministro da Saúde, Marcelo Queiroga, durante transmissão de sua tradicional live, realizada nesta quinta-feira (16) / Durante a gravação, o sinal foi interrompido, deixando a impressão de que o presidente havia sido censurado por ele ter voltado a defender medicamentos do chamado “tratamento precoce” | Imagem reprodução Facebook


PROGRESSISTAS POR UM BRASIL SOBERANO

A transmissão, em que o presidente voltou a defender medicamentos ineficazes para o tratamento da Covid-19, caiu e deixou a impressão de que teria ocorrido censura das plataformas Facebook e Youtube

A live do presidente Jair Bolsonaro, realizada nesta quinta-feira (16) com participação do Ministro da Saúde, Marcelo Queiroga, foi interrompida após o presidente voltar a defender medicamentos contra a covid-19 que integram o chamado “tratamento precoce”.

Com a interrupção, surgiram suspeitas de que a ação teria sido uma censura deliberada pelas próprias plataformas que eram usadas pelo presidente para a live: Facebook e YouTube.

Na semana passada, Bolsonaro assinou MP que proibia plataformas de tirar do ar conteúdos, inclusive fake news,mas a medida acabou sendo derrubada pelo judiciário. Por isso, todos acharam que o presidente foi censurado.

A queda no sinal, contudo, teria sido ocasionada pelos próprios responsáveis pela transmissão de Bolsonaro, defendem especialistas, que como comprovação afirmam que os conteúdos com toda a íntegra das falas do presidente continuam disponíveis em suas redes sociais.

Comente