Kleber Lulas, que estará na posse de Lula, participou da gravação de ‘Messias’ – canção crítica a Bolsonaro (vídeo)

O pastor, cantor e compositor integrou o grupo de artistas gospel no lançamento da música que fala de Jesus Cristo e também da manipulação e instrumentalização da religião, que marcaram a campanha eleitoral de 2022

O consagrado pastor, cantor e compositor Kleber Lucas, 54, foi anunciado como um dos artistas confirmados no show após a posse de Lula, no próximo dia 1º, em Brasília. Ele nasceu no município de São Gonçalo, no Estado do Rio de Janeiro. Lucas também é produtor musical e multi-instrumentista, além de mestre e doutorando em história pela UFRJ (Universidade Federal do Rio de Janeiro).

O pastor integrou a banda Koinonya. Ele iniciou carreira solo em 1996 e seu primeiro disco de projeção nacional foi Meu Maior Prazer, lançado em 1998. O religioso alcançou sucesso comercial com os álbuns Deus Cuida de Mim, de 1999, e Aos Pés da Cruz, de 2001.

Lucas lançou vários trabalhos em estúdio e ao vivo, sob a influência de vários gêneros, como o pop rock, soul e a MPB, como no projeto Comunhão: Para Aqueles que Te Aman, de 2007. Lucas venceu o Grammy Latino de Melhor Álbum de Música Cristã em Língua Portuguesa.

Messias

Kleber Lucas fez parte do lançamento, por um grupo de artistas gospel, da canção ‘Messias‘ – que fala de Jesus Cristo e também do candidato derrotado para Lula na eleição, Jair Messias Bolsonaro. Á música é uma crítica pesada à manipulação e instrumentalização da religião, que marcaram a campanha eleitoral de 2022.

O religioso teve participação no programa Conversa com Bial, na TV Globo, em que o apresentador argumentou sobre a letra música, que questiona a ideia de que os chamados valores cristãos seriam só os evocados por Bolsonaro.

A canção sugere ouvir, refletir, pensar se a atitude de votar tem sido pra legitimar o ódio por seu semelhante, que deve ser acolhido, mesmo pensando diferente.

Messias‘ foi recebida como uma reação de cristãos contra a onda de intolerância ideológica que aconteceu dentro das igrejas, mas a música atraiu críticas da direita religiosa, nas redes sociais, sob o argumento de que os artistas estariam a servilo de uma agenda anticristã.

Trecho da letra de Messias:

(…) Pra ouvir, refletir, repensar; Se sua atitude de votar tem sido pra legitimar; O ódio contra o seu semelhante; Que deve ser acolhido mesmo pensando diferente; Evangelho né questão de esquerda ou direita; É questão de pensar se tô fazendo aquilo que Cristo faria e aceita; E a religião que DEUS Pai aceita é; Aquela que cuida do órfão, do gay, do preto, da mulher; E já que é pra seguir o exemplo, então; É hora de nós expulsar esses mercadores do templo;

Não tentarás ao Teu DEUS (3x); Ao Senhor, Teu DEUS, adorarás; Somente a Ele adorarás;

A real é q eu tô triste; A gente não tá com raiva; A gente tá triste!; Lugares em que tivemos experiências incríveis; Pessoas com quem tivemos experiências incríveis; Se voltaram contra a gente; Questionam nossa fé; Dizem que não somos cristãos; E falam da gente como se não nos conhecessem; Como se já não tivéssemos partido o pão juntos, incontáveis vezes…; E por anos!;

E tudo isso por causa de política…; Por causa de um falso pânico moral; Promovido pelos donos de igreja; Que tiveram o perdão de uma dívida de 1.4 bilhões de reais; Decretado pelo presidente da República; Alguém, aliás; Que com quase 700mil mortos; Não foi capaz de uma palavra de solidariedade; Um mínimo de empatia; Um olhar sequer de misericórdia ou compaixão…;

E a gente q não é cristão…?; Tá bom…; Só q a gente ama a DEUS sobre todas as coisas; E ao nosso próximo como a nós mesmos; A gente ama a Bíblia, ama cantar hinos, ama congregar
A gente tem fome e sede de justiça; Se alegra com quem se alegra; E chora com os que choram; E o que a gente mais quer é o Reino de DEUS; Sabe aquele, que Jesus disse que era chegado já 2000 anos atrás?; Um Reino onde todos têm lugar à mesa; (…)

Assista ao vídeo oficial de Messias:

Comente

Comente

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.