“Justiça não pode condenar réus sem provas contundentes”, diz Sergio Moro, que condenou Lula sem provas contundentes

13/02/2020 1 Por Redação Urbs Magna


Publicado por ET URBS MAGNA


Diante da turbulência política dos últimos dias, uma frase do ex-juiz e atual ministro da Justiça, Sérgio Moro, durante audiência pública da comissão especial da proposta de Emenda à Constituição (PEC) 199/2019, a chamada PEC da Prisão em Segunda Instância, nesta quarta-feira (12), passou batida.

Moro afirmou na ocasião que a Justiça não pode condenar réus sem provas contundentes, “acima de qualquer questionamento razoável”, mas que existe para garantir a punição aos culpados e dar conforto a familiares de vítimas de crimes.

Nas considerações iniciais, Moro falou, ainda, da importância de a Justiça ser célere, mas destacou também que a presunção de inocência é uma conquista da humanidade.

Com informações do Correio Braziliense

Telegram: Acesse e SIGA NOSSO CANAL