Witzel e a esposa, Helena — Foto: Reprodução/TV Globo

Justiça Federal do Rio torna réu Wilson Witzel, a mulher dele, ex-secretários e outros

Horas antes, o ex-governador e advogado depôs na CPI no Senado a pedido dele mesmo bem como pediu para sair se utilizando de habeas corpus


Por Ana Cláudia Guimarães na
Coluna de Ancelmo Gois, no Globo
16/06/2021 • 16:07

A Justiça Federal, TRF-2, recebeu denúncia, hoje pela manhã, contra Wilson Witzel e sua mulher, Helena, o pastor Everaldo, o ex-secretário  de  Saúde, Edmar Santos,  e o empresário Lucas Tristão, ex-secretário de desenvolvimento econômico.

Eles são acusados de constituir organização criminosa com a finalidade de praticar crimes de corrupção ativa e passiva, fraude em  licitações e peculato, bem como lavagem de dinheiro dos crimes (dinheiro que foi enviado, especialmente, para Portugal e Uruguai). 

Como se sabe, hoje, em depoimento da CPI da Covid-19, que o próprio Witzel pediu para participar e pediu para sair, ele disse que “não era acusado de improbidade administrativa. Hoje, ele virou oficialmente réu no processo que apura os crimes acima. 

Também viraram réu no mesmo proCesso: Gotardo Lopes Neto, Edson da Silva Torres, Vitor Hugo Barroso, Nilo Francisco da Silva Filho, Cláudio Marcelo Santos Silva, José Carlos de Mello e Carlos Frederico Lorette da Silveira.


Siga no Telegram

Comente

1 comentário em “Justiça Federal do Rio torna réu Wilson Witzel, a mulher dele, ex-secretários e outros”

  1. Magda ferreira santos

    Tanta frescura pra depor na CPI agora depois de ouvir desaforos do MIMADINHO DO PLANALTO vai pipocar uma cana!!

Comente

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.