Jornalista elogia o JN por mostrar o ’19J’, não esconder Lula e endurecer com o “genocida” em edição de 6 min

Hildegard Angel afirmou que o telejornal da Globo deste sábado (19) foi “aquele que sempre deveria ter sido“, por “ouvir” os “sinceros que ousaram desagradar poderosos“, pois eles “se indignaram e não recearam expor sua indignação” e, assim, “angariaram antipatias, mas não calaram suas angústias e críticas

A jornalista Hildegard Angel, de projeção nacional por sua luta contra as injustiças no Brasil e famosa por ter perdido parentes de primeiro grau para os porões da ditadura, parabenizou e elogiou a edição do telejornal do horário nobre da rede Globo, o Jornal Nacional, por ter finalmente desempenhado seu papel em transmitir a verdade dos fatos, tendo sido “aquele que sempre deveria ter sido“.

O JN mostrou “manifestações contra o governo, não escondeu Lula, endureceu com o genocida“, afirmou Angel acrescentando que foram ouvidos todos os “que se indignaram e não recearam expor aqui [no Twitter] sua indignação” bem como “aos que angariaram antipatias, mas não calaram suas angústias e críticas” e, por este motivo, desagradaram poderosos“.

Depois, ela mandou um recado à Globo dizendo que “esperamos que os próximos [JNs] critiquem o tão nocivo Teto de Gastos, a venda de estatais estratégicas, a política econômica desastrosa de Guedes“.

Antes da edição sobre as manifestações do ’19J’, o Jornal Nacional exibiu um editorial que bombou em menções no Twitter. Assista AQUI ao trecho completo do JN sobre as manifestações.


Siga no Telegram

Comente

Comente

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.