JN destaca Lula ‘enaltecendo a criação do coronavirus’, diz que ele se desculpou, mas não esclarece os fatos nem mostra a íntegra do pedido de perdão

21/05/2020 1 Por Redação Urbs Magna

Et Urbs Magna – O JN desta quarta (20) destacou com legendas – técnica para causar a memorização e manipulação do espectador, a declaração polêmica de Lula, dada em entrevista à Carta Capital na terça-feira (20), enaltecendo a natureza pela criação do coronavírus e, depois, Renata Vasconcellos disse que o ex-presidente se desculpou, mas não esclareceu os fatos e nem mostrou o verdadeiro teor do pedido de perdão. A Globo não dá ponto sem nó. É sutil na condução da opinião pública com suas meias-verdades. Postamos um vídeo em que tudo fica esclarecido e que derruba a manipulação da mídia dos Marinho.

No dia em que o Brasil atingiu a marca de mil mortes em 24h, o ex-presidente Lula, do PT, causou espanto ao dizer que ‘ainda bem que a natureza criou o monstro chamado coronavírus”, disse Vasconcellos.

A fala polêmica do ex-presidente foi exibida pelo JN em seu tempo respectivo, ou seja, exatamente o trecho de duração da declaração de Lula, sem enquadrar a argumentação inicial que acarretou na formulação da frase ‘totalmente infeliz’, conforme a íntegra do real pedido de desculpas do petista feita em outra entrevista.

A retratação de Lula foi muito mais honesta e argumentada de uma forma mais ampla e justificada do que a citada pela telejornalista global, que menciona apenas a parte da entrevista concedida ao canal Rádio Brasil Atual e TVT em que o ex-chefe do executivo faz referência aos “200 milhões de brasileiros (…) e que sabe o sofrimento que a pandemia causa e a dor de não poder acompanhar o enterro de parentes”.

Na frase, que deu margem às críticas, Lula buscava alertar Bolsonaro sobre a importância de um Estado forte para conter o avanço da crise econômica.

Acompanhe a edição do JN acrescida dos trechos omitidos ao público:

O Portal Revista Fórum também alertou para o assunto e incluiu uma postagem do publicitário Jefferson Monteiro no microblog Twitter em que disse que “o Jornal Nacional nunca mostrou uma declaração de Lula sobre a pandemia, nem um tuíte sequer, apesar de exibir exaustivamente opiniões de FHC. Hoje não apenas exibiram o vídeo da declaração infeliz de Lula como não exibiram a sua retratação. O antipetismo é doença”.

A Globo, de fato, é antipetista. A coluna de Maurício Stycer no portal UOL publicou, no dia 26 do mês passado, um levantamento sobre a cobertura do Jornal Nacional e do Fantástico sobre fatos políticos de grande repercussão nacional revelando que Lula e quaisquer políticos do PT são ignorados pela emissora justamente em um momento em suas vozes são as mais relevantes em oposição ao Governo Bolsonaro.

Telegram: Acesse e SIGA NOSSO CANAL

Comente com o Face ou utilize a outra seção abaixo. Os comentários são de responsabilidade do autor e não têm vínculo com a publicação. Mantenha um bom nível de discussão, do contrário reservamo-nos o direito de banir seus perfis.