Janaina Paschoal diz no Twitter que nunca gostou de campanhas fake e é detonada

Janaina Paschoal, antes de ser deputada, ao discursar na USP em 2016, na ocasião em que o país era inflamado pelo golpe que destituiu do cargo a presidente legitimamente eleita Dilma Rousseff | Imagem reprodução YouTube


PROGRESSISTAS POR UM BRASIL SOBERANO

A deputada opinava sobre a contratação ou não de marqueteiro para Bolsonaro

Como eleitora, nunca gostei de campanhas fake”, disse a deputada estadual autora do texto do impeachment de Dilma Rousseff, pelo qual recebeu R$ 45 mil do PSDB, a advogada Janaina Paschoal.

A afirmação carece de sentido, mesmo quando lida em todo o contexto da postagem que fez em sua conta pessoal no microblog Twitter.

O perfil @desmentindobozo soltou uma gargalhada em resposta ao absurdo proferido.

A deputada argumentava sobre a polêmica contratação de um marqueteiro para a campanha do presidente Jair Bolsonaro, quando opinou que não o faria sob a justificativa de que “quem votou nele não gosta de pessoa-produto“.

Paschoal acrescentou que “ademais, se houver algum desvio, ou suspeita de desvio, vai cair tudo na conta (e nas costas) dele“.

Então, pra pontuar, disse: “Como eleitora, nunca gostei de campanhas fake“.

Outro perfil afirmou que “pro Bolsonaro já está perdido só vocês n veem (sic)”. Apesar da afirmação, a mesma conta disse ainda que se Bolsonaro “surrar uma velha ao vivo nas lives de quinta feira, vão continuar votando nele”. Antes disso, o mesmo perfil disse que “uma parcela que votou nele n vota nunca mais, n importa o que ele faça (eu sou um desses) e a outra parcela n liga se ele contrata marketeiro“.

A deputada também foi lembrada por um usuário da plataforma que ela desejou que o presidente fosse afastado de suas funções.

Veja abaixo:

Comente

Comente

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.