Ipec: Lula sobe ainda mais (47%), Bolsonaro estaciona e eleição pode ser definida no 1º turno

O presidente (31%), Ciro (7%), Tebet (5%) e Thronicke (1%) registram juntos 44%, o que é insuficiente para um segundo turno

Levantamento realizado pelo instituto Ipec, sob encomenda da Globo, nesta segunda-feira (19/9) mostra que LULA (PT) pode definir a eleição presidencial já na primeira fase, com 47% das intenções de voto, tendo oscilado 1 ponto percentual para cima, contra os mesmos 31% que o presidente Jair Bolsonaro (PL) obteve no levantamento anterior, no dia 12 de setembro.

Ciro Gomes (PDT), Simone Tebet (MDB) e Soraya Thronicke (União Brasil) registram, respectivamente, 7%, 5%, 1%. Felipe d’Avila (Novo), Vera (PSTU), Constituinte Eymael (DC), Léo Péricles (UP), Padre Kelmon (PTB), Sofia Manzano (PCB) foram citados, mas não chegam a 1% cada um.

Eleitores que votarão em branco ou anularão seus votos representam 5% e os que não quiseram responder somados aos que não sabem são 4%.

Bolsonaro mais os três candidatos somam 44%, o que permite LULA vencer a eleição já no primeiro turno da eleição com mais de 50% dos votos válidos.

LULA também aumentou a vantagem para 19 pontos, em eventual segundo turno com Bolsonaro. O ex-presidente obteve 54% da preferência do eleitor enquanto Bolsonaro registrou 35%.

O Ipec também pesquisou a intenção de votos no segundo turno. Lula vence por 54% a 35% no cenário pesquisado. As informações são do g1. O instituto diz não ser possível afirmar neste momento se o petista pode ou não vencer a eleição no primeiro turno.

    A pesquisa ouviu 3.008 pessoas entre os dias 17 e 18 de setembro em 181 municípios. O nível de confiança é de 95%. A margem de erro é de 2 pontos percentuais.

    A pesquisa foi registrada no Tribunal Superior Eleitoral (TSE) sob o protocolo BR-00073/2022.

    Siga Urbs Magna no Google Notícias
    Comente

    Comente

    Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.