Guedes diz à Equipe de Transição Lula que Bolsonaro pode ser preso

O ministro da Economia afirmou que “não é razoável um país onde todo ex-presidente é ameaçado de prisão

O ministro da Economia Paulo Guedes se reuniu pela primeira vez com economistas da Equipe de Transição Lula, na quinta-feira (24/11), quando mencionou eventual “ameaça” do candidato derrotado, o ainda presidente Jair Bolsonaro, quando ele se levantar do Palácio do Planalto e entregar o cargo para seu sucessor.

Uma publicação de Bela Megale, no jornal O Globo, diz que alguns dos presentes no encontro afirmaram que, em seu ‘aviso prévio’, o gestor da pasta disse que “não é razoável um país onde todo ex-presidente é ameaçado de prisão”.

Guedes teria citado a sequência de nomes “Lula, Temer e, agora, o Bolsonaro“, emendando com a afirmação de que ele é uma “pessoa simples, palmeirense“.

O ministro disse ainda que “basta virar ex-presidente para ficar sob ameaça de prisão“, tendo descrito o cenário como “absurdo“, além, de afirmar que há uma “falha sistêmica“.

de acordo com a jornalista, os presentes relataram que, apesar do assunto, a conversa teve clima amistoso e que o foco principal foi a conciliação de orçamentos.

Comente

Comente

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.