Governo Bolsonaro pedirá socorro de R$ 20 bilhões ao mundo para manter auxílio na pandemia ‘que foi além do previsto’

28/07/2020 1 Por Redação Urbs Magna

Sem dinheiro à prazo, o Governo Bolsonaro está preparando um pedido de R$ 20 bilhões a bancos estrangeiros e outras entidades internacionais para a manutenção do auxílio emergencial, prorrogado por mais 2 meses durante a pandemia de coronavírus, além de outros programas sob a gestão do Ministério da Cidadania que vive o pesadelo da informalidade a que o povo brasileiro, sem emprego, foi submetido, e agora, o Planalto admite que a doença foi além do era ‘previsto’.

O mesmo Governo Bolsonaro que garantiu a subsistência de grande parte da população via suspensão de contratos e redução de salários agora percebe que o coronavírus está ‘indo longe demais’ e não sabe como pagará a conta do mais caro programa engendrado pelo poder público, mesmo que seja reduzido de 600 para 300 ou até 200 reais.

De acordo com publicação da Veja desta terça (28), o governo precisa de dinheiro para o auxílio operar enquanto projetos, como um hipotético imposto nos moldes da CPMF, tramitam pelo Congresso. Por este motivo, Paulo Guedes, Ministro da Economia, já teria pronto um pedido de socorro de 4 bilhões de dólares ao mundo.

“O objetivo geral do projeto é contribuir e assegurar níveis mínimos de qualidade de vida às pessoas em vulnerabilidade frente à crise do mercado laboral. Apoiar com recursos financeiros a manutenção de níveis mínimos de renda para pessoas impactadas pelos efeitos econômicos da pandemia da Covid-19, que estejam no setor informal ou sejam trabalhadores independentes”, escrevem os membros da equipe econômica em um pedido à Cofiex (Comissão de Financiamento Externo), um grupo para discussão de pedidos de recursos para bancos e entidades internacionais.

Junte-se a 37.179 outros assinantes

Telegram: Acesse e SIGA NOSSO CANAL

Comente com o Face ou utilize a outra seção abaixo. Os comentários são de responsabilidade do autor e não têm vínculo com a publicação. Mantenha um bom nível de discussão, do contrário reservamo-nos o direito de banir seus perfis.