Gleisi: “Não sei se a candidatura do Ciro vai chegar até o fim, é uma decisão que cabe ao PDT” (vídeo)

A deputada federal Gleisi Hoffmann (PT-PR), também presidente do Partido dos Trabalhadores, se reuniu nesta segunda-feira com representantes de PV, PSOL, Solidariedade, Rede, PCdoB e PSB | REUTERS / Foto de Adriano Machado

“LULA fez questão de dizer que é a 1ª vez que se senta com o todos os partidos progressistas e que só falta o PDT”, afirmou a presidente do PT

Em uma transmissão de uma entrevista coletiva ao vivo nas redes sociais, a presidente nacional do Partido dos Trabalhadores, deputada federal Gleisi Hoffmann (PT-PR), afirmou que, durante a manhã, representantes de sete partidos do Vamos Juntos e Juntas Pelo Brasil, o PT, PSOL, Solidariedade, PCdoB, PSB, Rede e PV fizeram “avaliação política encima de dados obtidos das pesquisas presidenciais desde 2021” e ficaram otimistas com a conclusão.

Sobre o pré-candidato à Presidência da República do PT, LULA – líder em todos esses levantamentos de intenções de votos, de todos os institutos, Gleisi Hoffmann disse que a conclusão da equipe foi de que há “estabilidade” e uma “consolidação” grande “em relação a quem vota no LULA, mas também no Bolsonaro”.

Apesar da empolgação transmitida pela parlamentar, ela afirmou que “sabemos que a eleição vai ser disputada, vai ser dura, sabemos como eles jogam com as fake news, com a violência, com a tentativa de mudar de foco daquilo que é essencial, que é a vida do povo”.

A parlamentar afirmou que foi decidido ampliar o movimento, ou seja, “além desses sete partidos” e outros que serão procurados, contatos também serão feitos com “lideranças políticas, aquilo que não foi possível ampliar no campo nacional, ampliar no âmbito dos estados”.

Então todo mundo nos convenceu de que nós precisamos ampliar esse movimento que é uma luta histórica da democracia contra o autoritarismo; da civilidade contra a incivilidade. A gente tem grande responsabilidade na condução desse processo“, disse Gleisi na entrevista.

De acordo com a deputada, “LULA fez questão de dizer que é a primeira vez que ele senta com o conjunto dos partidos que representam esse campo progressista, democrático, da esquerda, da centro-esquerda”, e “que em nenhuma outra eleição ele teve esse conjunto de partidos. Só falta o PDT aqui pra compor esse campo”.

Perguntada por uma jornalista se os votos de Ciro Gomes poderiam aumentar a margem para a possibilidade de uma vitória de LULA já no primeiro turno, Gleisi afirmou que “temos que ter respeito com a candidatura alheia” e que “andaram dizendo que o PT tá pressionando o PDT” e “não é verdade”.

“Obviamente que nós gostaríamos de ter o PDT neste campo“, disse Gleisi. “Eu não sei se a candidatura de Ciro vai continuar até o fim, ou não, isso é uma decisão que cabe ao PDT e nós vamos respeitar”.

Assista abaixo:

Via Gleisi Hoffmann – Entrevista coletiva dos presidentes dos partidos que apoiam Lula e Alckmin
Siga Urbs Magna no Google Notícias
Comente

Comente

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.