GILMAR MENDES DENUNCIA CORRUPÇÃO NA LAVA JATO E PGR

11/04/2018 3 Por Redação Urbs Magna
Compartilhe

O ministro Gilmar Mendes fez um duro pronunciamento, agora há pouco, na sessão do STF, a propósito de seus colegas – Edson Fachin, AQ do habeas corpus impetrado em favor de Antônio Palocci, preso desde 26/9/2016 e condenado em primeira instância a 26/6/2017.

“Se quer criar um estado policial”? perguntou Gilmar. “Empoderar quem já está empoderado”?. Referiu-se explicitamente aos juízes Moro e Bretas, aos quais acusou de terem combinado transferir o ex-governador Sérgio Cabral para Curitiba apenas para afrontar a sua negativa de que ele fosse para Campo Grande, como queria Bretas. Gilmar também denunciou haver corrupção no eixo PGR-Lava Jato.

“O caso envolvendo Marcelo Muller e Fernanda Tórtima é um clássico de corrupção” afirmou. Também denunciou que a Lava Jato está “escolhendo advogados” para delações, citando o caso do dr. José Roberto Batochio que se afastou da defesa de Palocci “porque Curitiba assim exige” e do do irmão de um procurador, o dr. Castor por cujo escritório deveriam passar obrigatoriamente processos de delação. O julgamento do habeas corpus de Palocci continua.

Urbs Magna via Brasil 247

Comente com o Face ou utilize a outra seção abaixo. Os comentários são de responsabilidade do autor e não têm vínculo com a publicação. Mantenha um bom nível de discussão, do contrário reservamo-nos o direito de banir seus perfis.
Compartilhe