General Villas Bôas convoca brasileiros contra ameaças da França “de emprego do poder militar”


Ex-comandante das Forças Armadas e aliado do golpe que levou Bolsonaro ao poder, Villas Bôas faz eco aos delírios de bolsonaristas, sai na defesa de Ricardo Salles e diz que presidente francês, Emmanuel Macron, realiza “ataques diretos à soberania brasileira”


Em mais uma cena lastimável para as relações diplomáticas do Brasil, o general Eduardo Villas Bôas, ex-comandante das Forças Armadas e aliado de primeira hora do golpe que levou Jair Bolsonaro ao poder, fez eco aos delírios de bolsonaristas no Twitter e convocou os brasileiros a “se posicionarem firmemente” diante dos “ataques diretos à soberania brasileira, que inclui, objetivamente, ameaças de emprego do poder militar” que teriam sido feitas pelo presidente francês Emmanuel Macron.



“Com uma clareza dificilmente vista, estamos assistindo a mais um país europeu, dessa vez a França, por intermédio do seu presidente Macron, realizar ataques diretos à soberania brasileira, que inclui, objetivamente, ameaças de emprego do poder militar”, tuitou, em uma sequência histérica o general, na noite desta quinta-feira (22), se alinhando às críticas de pessoas como Eduardo Bolsonaro, que tuitou vídeo chamando Macron de idiota.

De forma desconexa, citando testes nucleares realizados pela França na Polinésia, o militar disse que as ações propostas por Macron para auxiliar no combate ao desmatamento na Amazônia “ultrapassa os limites do aceitável na dinâmica das relações internacionais”.

“Vamos nos unir em torno daqueles que têm procurado trazer à luz a verdade sobre essas questões ambientais e indigenistas”, afirma, listando, entre outros, o ministro do Meio Ambiente, Ricardo Salles.

Com uma clareza dificilmente vista, estamos assistindo a mais um país europeu, dessa vez a França, por intermédio do seu presidente Macron, realizar ataques diretos à soberania brasileira, que inclui, objetivamente, ameaças de emprego do poder militar.

— General Villas Boas (@Gen_VillasBoas) August 23, 2019


Comente

9 comentários em “General Villas Bôas convoca brasileiros contra ameaças da França “de emprego do poder militar””

  1. O general Villas Boas precisa de repouso, ir para casa e cuidar de si mesmo, Já deu o que tinha que dar ao país. Para que temos as Foças Armadas? Temos o Exército, a Marinha e a Aeronáutica com uma estrutura gigante, paga com o erário público para defender o Brasil e os brasileiros contra conflitos externos e da ameaça à soberania Nacional em casos de invasões externas ao nosso território. Portanto, não é necessário convocar os brasileiros. Mas isso pode ser facilmente evitado, até o momento nenhum país fez ameaça velada de uso bélico contra o Brasil. Basta um acordo internacional exigindo do Brasil a preservação e proteção da floresta Amazônica, com apoio logístico das principais economias do mundo, que poderiam manter bases de apoio ao Brasil na proteção da floresta e para o combate aos crimes ambientais que são históricos na região. Um acordo que proíba exploração mineral, extração de madeira, garimpo e atividade agropecuária na região de floresta. Se deixar por conta apenas do Brasil, o paulo Guedes privatiza a exploração de tudo na Amazônia inclusive o nióbio. o local. .

  2. Luiz Carlos

    TeacaR desesperada dos militarerws e do governo é apelar para o patriotismo quando na verdade tantos oa milícos quanto Bolsonaro querem entregar ba Amazônia.

  3. Marinaldo Waitman

    O cérebro tá atrofiando, muita burrice general. O Brasil não aguenta meia hora de guerra contra a França.

    1. Lidugério Da Rosa Gonçalves

      Jesus esta chamando o general. Levanta as mãos pro céu e vai. De idéias idiotas deixa o teu chefe que é mestre.

  4. velhote idiota deveria ter vestido seu pijama e ficado em casa com os netos e fica dando pitaco imbecil num governo mais imbecil ainda!! Debeis mentais aliados ainda vão conseguir colocar país numa guerra, numa enrascada só pra terem o que fazer e pararem de mamar ás nossas custas!!

Comente

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.