Fernández e Kirchner vão aumentar salários, pensões e aposentadorias na Argentina, assim como prometeu Piñera no Chile – Latinos tomam vergonha na cara e apoiam a esquerda que sempre gritou por seus direitos

23/11/2019 2 Por Redação Urbs Magna

Como dizia Ulisses Guimarães, “nada mete mais medo em político do que o povo nas ruas”. E o Povo da América Latina (Brasil não faz parte da AL ?) se cansou de ser capacho do establishment e resolveu tomar vergonha na cara. Agora, apoiam a esquerda, que sempre lutou pelo mais fraco, e exige seus direitos tomados na marra


Alberto Fernández e Cristina Kirchner querem reativar o setor de produtivo para gerar emprego e renda aos trabalhadores – presidente eleito da Argentina, deve anunciar em 10 de dezembro, dia de sua posse, que vai aumentar o salário mínimo, as pensões e aposentadorias. O intuito é recuperar o poder de compra da população.

Telegram: Acesse e SIGA NOSSO CANAL

A Argentina vive uma das maiores crises de sua história, causada pela política econômica neoliberal de Mauricio Macri.




Para a grande maioria dos argentinos, 53%, Macri é o responsável pela crise profunda, que levou o governo a impor controles de capital para conter a saída das reservas internacionais e estabilizar a taxa cambial.

Comente com o Face ou utilize a outra seção abaixo. Os comentários são de responsabilidade do autor e não têm vínculo com a publicação. Mantenha um bom nível de discussão, do contrário reservamo-nos o direito de banir seus perfis.