Fachin anuncia a vinda de 100 observadores internacionais nas eleições

Siga Urbs Magna no Google Notícias

Delegação de observadores da União Europeia foi acordada com o Instituto Internacional Para Democracia e Assistência Eleitoral

O presidente do TSE (Tribunal Superior Eleitoral) disse na tarde desta terça-feira (17/5) que a Corte trará observadores europeus para acompanharem as eleições presidenciais.

Uma delegação com 100 participantes virá da União Europeia após acordo entre o Tribunal e o IDEA (International Institute for Democracy and Electoral Assistance – Instituto Internacional para Democracia e Assistência Eleitoral), que tem como diretor regional, na América Latina e Caribe, o professor Daniel Zovatto.

Além do grupo europeu, já se confirmaram as participações da OEA (Organização dos Estados Americanos), do Parlasul (Parlamento do Mercosul) e da CPLP (Rede Eleitoral da Comunidade dos Países de Língua Portuguesa).

Fachin voltou a criticar os ataques do presidente Jair Bolsonaro (PL) ao processo eleitoral e afirmou que o mundo está observando o Brasil esperando que o país dê uma boa resposta à democracia.

O mundo observa com atenção o processo eleitoral brasileiro. Somos hoje uma vitrine para os analistas internacionais e cabe à sociedade brasileira garantir que levaremos aos nossos vizinhos uma mensagem de estabilidade, de paz e segurança, e de que o Brasil não mais aquiesce a aventuras autoritárias“, discursou Fachin.

Comente

Comente

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.